Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

TRE-PE faz reunião com a PM e explica novidade que beneficiará forças de segurança



O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) realizou, nesta terça-feira (24), no auditório da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), em Petrolina, um encontro com a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE).

Compareceram os comandantes das unidades operacionais da Polícia Militar localizadas no Alto Sertão (Petrolina e Ouricuri), além dos comandantes das companhias independentes sediadas nas cidades de Santa Maria da Boa Vista, Araripina e Cabrobó.

Esse é o primeiro de quatro encontros com a PM que serão realizados no Estado em preparação para as Eleições 2018.

Durante o encontro, o desembargador eleitoral Delmiro Campos, 0000 os assessores da Corregedoria, Orson Lemos, e da Segurança, coronel Chusa Ferreira da Silva Júnior e o coordenador da Escola Judiciária Eleitoral, Eduardo Japiassú, trataram das normas eleitorais de propaganda eleitoral, do poder de polícia durante as Eleições, da segurança da urna, entre outros assuntos.

Segundo Delmiro Campos, que também é diretor da Escola Judiciária Eleitoral (EJE) do TRE-PE, a participação e o engajamento dos PMs e dos comandantes na reunião foi muito intensa. "O encontro foi extremamente produtivo. Nosso objetivo é aproximar a Polícia Militar da Justiça Eleitoral e das atividades que estão por vir, como a preparação das urnas e o próprio dia das eleições", disse.

De acordo com o desembargador, o momento mais gratificante do evento foi ver a satisfação de toda tropa ao conhecer a iniciativa inovadora do TRE-PE de viabilizar e facilitar o voto de todos os agentes de segurança do Estado. Em eleições anteriores, a maioria dos PMs, policiais federais, guardas municipais e policias rodoviários federais tinham dificuldade de votar porque trabalhavam no dia da eleição, quase sempre em locais distantes do seu domicílio eleitoral.

Neste ano, pela primeira vez, membros das forças de segurança poderão votar em qualquer uma das cerca de 20 mil seções eleitorais do Estado, desde que, claro, informem, dentro do prazo legal (dia 23 de agosto), o interesse de fazer a chamada transferência temporária. Idealizador do iniciativa, o presidente do TRE-PE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo, já se reuniu com os comandos da PM, dos Bombeiros e com o superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF)para anunciar a medida e pedir que as listas com os nomes daqueles que vão transferir temporariamente o domicílio eleitoral sejam enviadas ao TRE com antecedência. O Tribunal também já entrou em contato, com o mesmo objetivo, com a Polícia Civil e Polícia Federal.

Em Petrolina, estavam representando a Justiça Eleitoral local a juíza eleitoral de Petrolina, Jussara Leila e a juíza de Lagoa Grande, Elisama de Souza Alves, além do promotor Tilemon Gonçalves. Também estavam presentes os chefes de cartório Marivaldo Mendes e Isis Albuquerque.

O tenente-coronel André Rodrigues, comandante do 5º batalhão em Petrolina, foi o militar mais antigo presente, e em nome do comandante Geral da PMPE, coronel Vanildo Maranhão, agradeceu pela importante iniciativa de facilitar o votos dos PMs.

O major Marcos Costa, comandante da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), em Santa Maria da Boa Vista, também celebrou a medida. “Ter o direito de voto garantido ao efetivo empenhado na Operação Eleição, com a transferência temporária, permitirá o exercício do sufrágio, algo que por anos fomos impedidos de exercer por estarmos em missão. Esta oportunidade será um marco profundo para todos os militares”, declarou.


0 visualização