Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Situação de profissionais de enfermagem é tema de audiência na Alepe, nesta terça (18)


Os problemas enfrentados pelos profissionais de enfermagem que atuam em Pernambuco serão debatidos nesta terça (18), a partir das 10h, em audiência pública da Comissão de Cidadania. O evento, proposto pela deputada Clarissa Tércio (PSC), irá acontecer no Auditório Senador Sérgio Guerra, na Alepe. As demandas a serem tratadas  surgiram após fiscalizações realizadas pela “Blitz da Oposição” em hospitais públicos do Estado, quando a categoria relatou suas insatisfações.


Os técnicos de enfermagem e enfermeiros se queixam da falta de uma regulamentação dos respectivos pisos salariais, entre outros assuntos. De acordo com eles, por causa da baixa remuneração, faz-se necessário ter mais de um emprego, o que nem sempre é possível por causa do horário e do grande esforço mental que a profissão exige. O piso salarial oferecido pelo Governo do Estado, atualmente, é de apenas R$ 789,00. Os profissionais também defendem a redução da carga horária de 40 para 30 horas semanais.


Segundo informações fornecidas pelo Sindicato Profissional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem de Pernambuco (Satenpe), 40% dos enfermeiros e técnicos de enfermagem sofrem de depressão profunda e síndrome de Burnout, que é caracterizada pela fadiga extrema. Além de integrantes do Satenpe, também foram convidados para a audiência o secretário estadual de Saúde, André Longo, representantes do Sindicato dos Enfermeiros, da Associação dos Enfermeiros e demais profissionais da área.

15 visualizações