Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Serra Talhada registra o primeiro caso de gripe H1N1

Serra Talhada registrou o primeiro caso de gripe H1N1 e começa a preocupar a população e serviços de saúde. O H1N1 é um subtipo do vírus da gripe Influenza e há uma década provocou pelo menos 2 mil mortes no Brasil. Na Capital do Xaxado, a vítima é uma criança de apenas 4 anos, moradora do Centro, e o resultado do exame que confirmou a doença, em 19 de maio passado. O de acordo com o site, Farol de Notícias, que também apurou que além da gripe, o menor também foi diagnosticado com Dengue. Ele chegou a ser hospitalizado e fez tratamento a base de antibióticos. “A Influenza A H1N1 circula de forma sazonal e que a maioria dos casos evoluem para cura, alguns por fatores individuais evoluem com gravidade. A quimioprofilaxia só é indicada até 48 horas da última exposição. E tem fator de risco para agravamento se não fez a vacina nos últimos 12 meses ou fez a menos de 2 semanas”, alertou diretor do Hospital Regional Agamenon Magalhães (Hospam), João Antonio Magalhães, em conversa com o site Farol. Como prevenir Todos os subtipos da gripe são transmitidos da mesma maneira: pelo contato com gotículas da saliva e com secreções respiratórias de pessoas infectadas. O vírus presente nessas partículas pode ficar ativo por horas em maçanetas, roupas, portas e outros objetos. Basta tocar em um deles e depois colocar a mão na boca ou nos olhos. Daí por que os especialistas pedem tanto para a gente lavar as mãos com frequência. Para evitar a gripe, o ideal é se vacinar, especialmente se fizer parte dos grupos prioritários – crianças de até 6 anos incompletos, idosos, gestantes, indivíduos imunodeprimidos ou portadores de doenças crônicas. Quando os sintomas aparecem, o ideal é procurar o médico. Em determinados casos de H1N1, pode haver dificuldade para respirar ou falta de ar – um sintoma que também surge em indivíduos acometidos com outros tipos de gripe, aliás.(Do Farol de Notícias)

36 visualizações