Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
Camarao e cia.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Senado aprova comissão externa para ir à Curitiba conferir condições da prisão de Lula



O Senado aprovou nesta quarta-feira (11) requerimento do senador Lindbergh Farias (PT-RJ) para criação de comissão temporária externa, composta de 12 senadores, para verificar in loco as condições em que se encontra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na Superintendência de Polícia Federal, em Curitiba.

Pela manhã, a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) já havia aprovado requerimento para a realização de uma diligência em Curitiba.

Antes da ordem do dia, senadores do PT se revezaram à tribuna afirmando que o ex-presidente é um preso político e tem tido limitados direitos garantidos pela Lei de Execução Penal, como o de ser visitado livremente. Pouco antes da votação do requerimento de Lindbergh, senadores e deputados partidários do ex-presidente levantaram faixas em Plenário pela libertação de Lula. Condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) por corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-presidente foi preso no último fim de semana.

Crítico de Lula, o senador Magno Malta (PR-ES) destacou que conversou com o senador Lindbergh e que este lhe garantiu que as despesas da viagem serão de responsabilidade dos próprios senadores.

— Fui conversar com o líder do PT e ele me garantiu, porque esse era o meu temor e de muitos, que as custas dessa viagem da comissão fossem do erário público, e ele disse que, em absoluto, os custos dessa comissão temporária e da que foi votada também na Comissão de Direitos Humanos serão de responsabilidade pessoal de cada senador — afirmou Malta.


LOGO MEGA.jpg