Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Raul Henry comemora decisão do STF e garante que fica no MDB



No último dia da janela partidária, o vice-governador e presidente do MDB-PE, Raul Henry, garante que ficará no seu partido, apesar da guerra jurídica travada contra o senador Fernando Bezerra Coelho. Ao Blog da Folha, ele afirmou, neste sábado (07), que não vai deixar a sigla, após conseguir derrubar, no STF, a resolução interna que obrigava o partido a ter candidatura própria no Estado. Raul Henry esteve reunido com seu advogado, Carlos Neves, na manhã deste sábado (07). Em almoço com sua equipe de gabinete, no Centro, foi taxativo: "Desde o começo desse processo, dizíamos que não iríamos deixar o partido e iríamos lutar até o final desta guerra. Não vamos sair do MDB. Estamos firmes", garantiu, enterrando as especulações de que estava de malas prontas para se filiar a outra legenda. A mudança do estatuto era uma tentativa do presidente nacional do MDB, Romero Jucá, de tentar tirar a autonomia do grupo de e Jarbas Vasconcelos. Mas, nesta sexta (07), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, derrubou a resolução, impondo mais uma derrota ao grupo de FBC. Fernando Filho Diante do impasse, o deputado federal Fernando Filho, ex-ministro de Minas e Energia, se filiou ao DEM. A migração aconteceu na manhã deste sábado (7), no mesmo dia em que a frente de oposição “Pernambuco quer Mudar” realizou seu quarto encontro, em Porto de Galinhas, Ipojuca. Sem ato político para oficializar o gesto, o filho do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) acertou sua ida com o presidente da Câmara e pré-candidato à Presidência, Rodrigo Maia, e o deputado Mendonça Filho, lideranças do Democratas.


0 visualização