banner technobytes.jpeg
OTa2.jpg
LOGO MEGA.jpg
Banner Aveloz
  • Mikael Sampaio

Professora do IFSertãoPE de Salgueiro denuncia deficiência no transporte dos alunos da unidade


Alunos do Campus Salgueiro do IFSertãoPE estão enfrentando dificuldades para ir e voltar da unidade. O transporte escolar se encontra deficiente, apresentando problemas como insuficiência de ônibus e indefinição de horário para buscar os estudantes no campus. A denúncia foi apresentada na Câmara de Vereadores nesta quarta-feira, 11, pela professora e Coordenadora de Extensão da unidade, Adeisa Guimarães Carvalho.

Ela disse que os problemas começaram em fevereiro deste ano. “Nós voltamos com as aulas presenciais e estamos precisando que o poder público atente para as atividades da escola. Nós voltamos com atendimento ao público, nós voltamos com os projetos de pesquisa e extensão, nós voltamos com as aulas, nós voltamos com nossos laboratórios, mas para isso é necessário que os nossos estudantes tenham acesso ao campus”, ressaltou.


A educadora relatou que os alunos chegam a ficar esperando pelo ônibus até 20h30, quando deveriam retornar para casa às 17h30. “Isso tem causado tumulto e preocupação para nós e para os familiares dos alunos. Senhores vereadores, vocês não sabem o que estar no grupo dos pais nesses momentos. Nós temos alunos que têm diabetes; nós temos alunos que precisam tomar medicamento na hora, que precisam se alimentar e ficam numa fila esperando o ônibus chegar a perder de vista”.


Depois, com os olhos lacrimejantes, lembrou quando encontrou dois alunos voltando a pé para casa pela BR-232. “Ontem à noite quando estava voltando para casa, depois de esperar os ônibus chegarem, o farol do meu carro iluminou, infelizmente, a farda incandescente de dois alunos meus andando a pé na BR. Dois alunos de menor, senhores vereadores. Eu, surpresa e atordoada com aquela cena, parei o carro perto daquela ponte lá e disse: Meninos o que vocês estão fazendo aqui? Por que não esperaram o carro? Um deles disse: Professora eu não posso chegar em casa depois das 19h30. […] Eu precisava vir porquê de 19h30 começa meu curso”, citou.


A professora enfatizou que a comunidade acadêmica do instituto tem três reivindicações básicas do Poder Executivo de Salgueiro: dois ônibus grandes para os três turnos, horário definido e trajeto definido. “O nosso problema de transporte estará resolvido se nós tivermos, nos três turnos, dois ônibus grandes que cheguem no horário e nos dê um trajeto definido”, afirmou, recebendo de vereadores da bancada da situação a informação de que o problema já estaria sendo resolvido pela prefeitura. Adeisa, porém, pediu celeridade.


Da redação do Blog Alvinho Patriota

0 comentário