Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Presos de Pernambuco produzem EPIs para profissionais de saúde


Duas penitenciárias de Pernambuco se engajaram no enfrentamento ao coronavírus. Ao todo 16 detentos da Juiz Plácido de Souza (PJPS), em Caruaru, no Agreste pernambucano, e Doutor Edvaldo Gomes (PDEG), em Petrolina, no Sertão, produzem equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais de saúde locais.


O trabalho, com matéria prima adquirida por meio de doações, ocorre de segunda a sexta, manhã e tarde, em cada unidade prisional. Na PDEG, são confeccionados aventais, toucas e máscaras para profissionais de saúde do Vale do São Francisco e servidores da penitenciária. Seis presos garantem diariamente 600 máscaras e 25 conjuntos de avental e touca.

“Estamos vivendo um momento difícil para todos e a contribuição dos presos vai além da necessidade material. É uma forma de enfrentar essa pandemia e os seus obstáculos à medida que eles têm direito à remição de pena. A ideia é ampliar a atuação para outras unidades”, destacou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico. Em Caruaru, na PJPS, já foram entregues a unidades de saúde do município 1.350 máscaras de acetato e mais 1.300 EPIs estão sendo providenciados.

0 visualização