Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
Camarao e cia.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Prefeitos de quatro municípios do Agreste e da Mata vão até senador Fernando Bezerra, em Brasília



Quatro prefeitos de dois diferentes partidos foram recebidos pelo senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE), nesta terça-feira (21), em Brasília. Representando a Mata e o Agreste pernambucanos, estiveram com o parlamentar, no gabinete do Senado, os gestores dos municípios de Santa Cruz do Capibaribe (Agreste), Edson Vieira (PSDB); São Joaquim do Monte (Agreste), Joãozinho Tenório (PSDB); Vertentes (Agreste), Romero Leal (PSDB); e Joaquim Nabuco (Mata), Neto Barreto (PTB).

Durante o encontro, o senador e os prefeitos analisaram a conjuntura política no país e no estado como também discutiram ações em benefício à população das quatro cidades; principalmente, nas áreas de saúde e segurança pública. “Meu gabinete estará sempre de portas abertas para atender a todos os representantes do meu povo de Pernambuco”, destacou Fernando Bezerra. “Estou empenhado a ajudar os prefeitos junto ao governo federal para atrairmos investimentos e criarmos empregos no meu estado, na Região Nordeste e no Brasil”, acrescentou.

EMPREGOS

Nesta manhã, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Fernando Bezerra Coelho destacou manchetes de hoje de grandes jornais nacionais, que apontam a recuperação dos empregos e a retomada do crescimento econômico no país.

Conforme observou o vice-líder do governo no Senado, dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados ontem (20) pelo Ministério do Trabalho, mostram que “os empregos estão voltando mais rápido do que se previa”, com a criação de 1,46 milhão de novos postos de trabalho formais nos últimos 12 meses (até setembro). E que, até setembro de 2018, outros 3 milhões de empregos deverão ser criados.

Fernando Bezerra também ressaltou as projeções oficiais de crescimento da economia, que deve ultrapassar 3,5% no próximo ano. “Graças às medidas adotadas pelo Governo Temer com o apoio do Congresso Nacional”, analisou o senador.


LOGO MEGA.jpg