Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

PF alerta sobre golpe que oferece venda de teste rápido para Covid-19


Golpistas utilizam a internet para oferecer exames. (Imagem: Reprodução/PF)

Um novo golpe que está sendo aplicado em sites de compra e venda online prometendo testes rápidos do novo coronavírus. Anunciados por um preço abaixo do mercado, o falso vendedor ainda oferece a coleta de material orgânico para exame laboratorial na residência do cliente. De acordo com a Polícia Federal, em uma das maiores plataformas de comércio online do Brasil, foram identificados 125 vendedores com ofertas similares. Após a descoberta, eles já foram excluídos dos sites. Os testes para detectar o novo coronavírus são realizados apenas por profissionais da área da saúde dos setores público e privado.


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proíbe a venda online dos testes, assim como a realização pelo próprio paciente em casa sem a supervisão de profissional de saúde. Por isso, apenas testes rápidos feitos em farmácia, laboratório e hospitais estão liberados. E somente é válida para estabelecimentos que atentam para as condições operacionais e técnicas estabelecidas. A venda de testes da Covid-19 está autorizada pela Agência apenas para pessoas jurídicas, empresas, hospitais, laboratórios, farmácias e órgãos da saúde.


Segundo a PF, ainda foram identificadas 58 mil propagandas enganosas de produtos que garantiam prevenir, aliviar ou curar os sintomas da Covid-19. Ao tentar comprar um desses testes falsos, a vítima era direcionada para uma chamada telefônica ou chats. O objetivo dos responsáveis pelo golpe é acertado a venda fora do ambiente da plataforma, que normalmente possui medidas de segurança dos pagamentos. Os criminosos alegam que ocorreu um problema na etiqueta ou um erro no sistema, e portanto, o comprador deve realizar o pagamento através de um link enviado por ele fora das regras do site. Após efetuar a compra, as vítimas não recebem o produto.


Uma outra forma de golpe é a oferta de coleta de material orgânico na residência das pessoas. Alguns anúncios pedem agendamento, marcando dia e horário. Segundo a PF, os golpistas pretendem ter acesso às residências das vítimas para praticar outros crimes, como assaltos, por exemplo.


Dicas de como se proteger:

1. Nunca compre testes rápidos do coronavírus pela internet, porque esse tipo de negociação não é autorizado pela Anvisa;

2. Não faça agendamento para que compareçam em sua residência sob o pretexto de fazer uma coleta de material orgânico do coronavírus ou consulta presencial;

3. Nunca faça nenhum pagamento em dinheiro fora das regras do site de compra e venda sob qualquer pretexto;

4. Faça uma consulta na internet sobre a existência do laboratório que está oferecendo tais testes do coronavírus;

5. Qualquer compra feita apenas por conversas em chats sem confirmação de um número telefônico representa um risco;

6. Ao detectar que uma venda é um golpe faça uma denúncia no próprio site para que os responsáveis possam remover o anúncio criminoso.


Com informações da Rádio Cultura

6 visualizações