Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Petrolina: MPPE realiza reunião com instituições parar criar programa de combate a morte de abelhas


Dando continuidade ao inquérito em curso e com a intenção de agregar novos parceiros no combate e diagnóstico no que se refere ao problema da morte de abelhas na região de Petrolina, foi realizada uma reunião nesta terça-feira (5), promovida pela 3ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania e Curadoria do Meio Ambiente. O encontro teve como objetivo produzir um diagnóstico mais pontual e preciso do caso, além de implementar o Programa Nacional de Sanidade Apícola (PNSAp), de acordo com a realidade local.


“A ação começou com a denúncia da morte das abelhas. Foram realizadas reuniões com apicultores, produtores rurais e compartilhado o resultado de uma pesquisa realizada pela CEMA/FAUNA em parceria com universidade do Reino Unido, que indicam possibilidades das mortes aqui na região. Agora, a ideia é a implementação do programa, incluindo diagnóstico, palestras educativas para apicultores, produtores, edição de cartilhas. Assim, ao serem identificados os problemas, serão feitas recomendações e Termos de Ajustamento de Conduta (TACs)”, comentou a promotora de Justiça Rosane Cavalcanti.


Ao final da reunião, ficou decidido que, no dia 12 de novembro, devem iniciar o traçado do programa as instituições: Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf); Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro); Distrito de Irrigação Nilo Coelho (Dinc); Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina; Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS); Associação dos Criadores de Abelhas do Município de Petrolina (Ascamp); Associação dos Criadores de Abelha de Petrolina (Acape); e Associação do Comércio Agropecuário do Vale do São Francisco (Acavasf)


Estiveram presentes, também, representantes da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma); Secretaria Municipal de Educação; a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa); Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf); Secretaria de Agricultura; Flor do Campo; Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa); e Sindicato dos Produtores Rurais de Pernambuco.

0 visualização