Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Pesquisa indica que quem dorme de rede tem menos dores nas costas



Existe um mito de que o hábito de dormir de rede pode prejudicar a coluna. Os resultados de pesquisa realizada pela residência de ortopedia da Universidade do Estado do Pará (Uepa) mostraram o contrário. Os estudos indicaram que pacientes que mantêm hábito de dormir de rede têm menor prevalência de dores nas costas do que aqueles que preferem as camas. Os resultados preliminares dessa pesquisa foram divulgados em janeiro deste ano.

Cerca de 500 donas de casa de um bairro de Belém do Pará, com idade entre 30 e 60 anos, foram acompanhadas por médicos ortopedistas. Esse é o perfil em que os relatos de dores nas costas são mais comuns, segundo os pesquisadores. Depois do acompanhamento, eles perceberam que aquelas mulheres que dormiam de cama relatavam mais dores que as donas de casa que passavam a noite na rede.

As pacientes que sentiam dores ao dormir na cama e trocaram para a rede afirmaram ter melhoras significativas. “Isso ajuda a desmistificar a ideia de que dormir de rede faz mal. A gente tem percebido que é justamento o contrário”, comenta o ortopedista Jean Klay Santos Machado, coordenador da pesquisa.


Existe um mito de que o hábito de dormir de rede pode prejudicar a coluna. Os resultados de pesquisa realizada pela residência de ortopedia da Universidade do Estado do Pará (Uepa) mostraram o contrário. Os estudos indicaram que pacientes que mantêm hábito de dormir de rede têm menor prevalência de dores nas costas do que aqueles que preferem as camas. Os resultados preliminares dessa pesquisa foram divulgados em janeiro deste ano.

Cerca de 500 donas de casa de um bairro de Belém do Pará, com idade entre 30 e 60 anos, foram acompanhadas por médicos ortopedistas. Esse é o perfil em que os relatos de dores nas costas são mais comuns, segundo os pesquisadores. Depois do acompanhamento, eles perceberam que aquelas mulheres que dormiam de cama relatavam mais dores que as donas de casa que passavam a noite na rede.

As pacientes que sentiam dores ao dormir na cama e trocaram para a rede afirmaram ter melhoras significativas. “Isso ajuda a desmistificar a ideia de que dormir de rede faz mal. A gente tem percebido que é justamento o contrário”, comenta o ortopedista Jean Klay Santos Machado, coordenador da pesquisa.


0 visualização