Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Partidos lançam frente em defesa da libertação de Lula



O senador Humberto Costa (PT), que esteve ao lado do ex-presidente Lula durante sua estadia no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC paulista até sua prisão, neste sábado (07), garantiu que a prioridade do seu partido, hoje, é a luta pela libertação do líder petista. Segundo ele, não existe discussão sobre o nome que poderá substituir o ex-presidente na corrida eleitoral, até porque ainda não se descarta a possibilidade de sua candidatura. Neste sentido, a sigla articula o lançamento de uma “frente nacional em defesa da democracia, contra a violência política e pela soberania nacional”. “Esta frente vai contar com a participação de partidos como o PSB, PCdoB, PDT, PSol e o próprio PT. Lançaremos um manifesto, inclusive, para defender a libertação de Lula e pedir que se faça Justiça de fato”, colocou, em entrevista à Rádio Folha 96.7 FM. “Nossa posição é centralizar atuação na defesa de Lula, na busca por tirá-lo desta prisão injusta e ilegal, que tem por objetivo claro político de tirar ele da cena política do país. Querem impedir ele de ser candidato e que possa se movimentar e apoiar alguma candidatura. Estamos centrados nas ações politicas e nas mobilização popular”, argumentou Humberto.

Da mesma forma, o PT programa uma série de visitas a Lula na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba. Segundo Humberto, lideranças da política internacional estão articulando suas vindas ao Brasil, com o intuito de prestar solidariedade ao ex-presidente. Da mesma forma, governadores devem agendar encontro com o petista, ainda nesta semana. Visita de Paulo Câmara O senador espera, inclusive, que o governador Paulo Câmara participe desta visita. “Acho que ele vai aguardar a confirmação de que haverá visita, porque depende da confirmação do juiz Sergio Moro, que autoriza ou não. A primeira coisa é confirmar a visita. Depois, acho que ele vai. Achei muito digno da parte dele que assinou uma nota oficial em nome do governo, se solidarizando com Lula, assim como (o prefeito) Geraldo Julio, que emitiu um posicionamento. Nesse momento, precisamos de apoio de todo mundo. Nosso desejo é que ele possa estar lá. O PSB já estará conosco no lançamento da frente”, disse.


0 visualização