Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Os piores e os melhores municípios em Transparência do Sertão de Pernambuco



O nível de transparência dos municípios do Sertão de Pernambuco apresentaram melhoras no índice em comparação aos números do ano passado.

Nosso blog analisou os comparativos entre as instituições MPF e TCE/PE no índice de transparência dos municípios do Sertão de Pernambuco, de modo geral, partes de transparência dos municípios. De acordo com a pontuação e posição em transparência das duas instituições no ranking de cada instituição.

De acordo com o MPF o nível de transparências dos municípios brasileiro aumentou em 33% em seis meses, a partir da atuação coordenada do MPF em todo o Brasil.

Já para o TCE/PE os municípios mostram uma evolução no nível de transparência em 2017, após um levantamento realizado pelo Tribunal.

Dos municípios do Sertão de Pernambuco destaca-se em transparência o município de Cabrobó, que esta entres os dez melhores municípios do estado em níveis de transparência no ranking das duas instituições.

Entre as piores do Sertão em transparência estão: Exu, Santa Maria da Boa Vista e Mirandiba; que apresentam níveis muito baixos de transparência, não permitindo um controle social minimamente satisfatório. Santa Maria da Boa Vista não dispõem de portais de transparência, estando enquadradas no nível inexistente (nota zero).

No ano passado, 65% da população tinham acesso a um nível Desejado e Moderado de transparência. Em 2017 este percentual passou para 71%, o que possibilita um controle social mais efetivo.

Veja a Transparência em pontuação, níveis e posições dos principais municípios do Sertão de Pernambuco nas duas instituições. Os municípios destacados em verde apresentam o modo moderado, em laranja insuficiente (medíocre), vermelho modo critico (entre os piores do estado).

Araripina

Ocupa a 95° posição no ranking em transparência do TCE/PE, com uma pontuação de 513.50 de nível moderado. Em comparação a 2016, onde tinha 535.50 pontos o município caiu 22 pontos este ano, mas continua em nível moderado em relação ao ano passado. Já no níveis de transparência do MPF ocupa a 51° posição no ranking dos municípios com uma avaliação em transparência de 6,00 pelo MPF.

Afrânio

Ocupa a 173° posição no ranking do TCE/PE com uma pontuação de 101.00 de nível critico. Em relação a 2016 o município caiu no ranking 301.50 pontos, onde tinha 402.50 em 2016 de nível insuficiente. Já no ranking do MPF ocupa a 110° posição com uma avaliação de 3,40. O município esta entre os piores em transparência do estado.

Afogados da Ingazeira

Ocupa a 143° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 413.00 de nível insuficiente. Em comparação a 2016 o município caiu 172.50 pontos no ranking, onde estava em nível moderado com 585.50 pontos. Já no ranking do MPF ocupa 123° posição com uma avaliação em transparência de 2,70. O município esta entre os medíocres do estado em transparência.

Belém de São Francisco

Ocupa 100° posição no ranking do TCE/PE com uma pontuação de 503.50 de nível moderado. Em comparação a 2016 o município saltou 389 pontos, saindo do nível critico, onde tinha apenas 114.50 pontos em 2016. Já no ranking do MPF ocupa a 24° posição com avaliação em transparência em 7,00 pelo MPF.

Bodocó

Ocupa a 23° posição no ranking do TCE/PE com uma pontuação de 639.75 de nível moderado. Em relação a 2016 o município saltou 441.25 pontos, saindo do nível critico, onde estava entre os piores do estado em transparência com uma pontuação de 198.50. Já no ranking do MPF ocupa 154° posição com avaliação em 0,80 pelo MPF

Cabrobó

Ocupa 9° posição no ranking do TCE/PE o município esta entre os 10 melhores do estado em transparência. De acordo com o TCE/PE o município saltou de 509.50 pontos para 693.50 pontos de níveis moderados. Já no ranking do MPF ocupa a 5° posição com uma avaliação em transparência de 8,80 pelo MPF, atrás apenas de Serra Talhada que ocupa a 4° posição.

Cedro

Ocupa a 39° posição no ranking em transparência do TCE/PE, com uma pontuação de 605.00 de nível moderado. Em comparação a 2016 o município saltou 182.50 pontos saindo do nível insuficiente, onde tinha 422.50. Já no ranking do MPF ocupa a 87° posição no ranking dos municípios com uma avaliação em transparência de 4,80 pelo MPF

Floresta

Ocupa a 138° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 387.00 de nível insuficiente. Em relação a 2016, o município tinha uma pontuação de 486.00 caindo 99 pontos no ranking. Já no ranking do MPF ocupa 92° posição com um avaliação em transparência de 4,40. O município continua entre os medíocres do estado em transparência.

Exu

Ocupa a 176° posição no ranking do TCE/PE com uma pontuação de 90.00 pontos de nível critico. Em comparação a 2016, o município tinha um pontuação 505.50 de nível moderado, caindo 415.50. Já no ranking do MPF ocupa a 166° posição com um avaliação em 0,20. Esta entre os piores do estado em transparência.

Granito

Ocupa a 172° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 101.50 de nível critico. Em relação a 2016, o município tinha ma pontuação de 409.50 de nível insuficiente. Já no ranking do MPF ocupa a 170° posição com uma avaliação em transparência 00,00. O município caiu 308 pontos saindo dos municípios medíocres para o piores do estado.

Ipubi

Ocupa a 101° posição no ranking do TCE/PE com uma pontuação de 501.50 pontos de nível moderado. Em comparação a 2016, o município tinha uma pontuação de 189.00 pontos de nível critico. O município vem melhorando a transparência saltando 312.50 pontos, saindo do critico para moderando. Já no ranking do MPF ocupa 153° com uma avaliação em transparência pelo MPF de 0,90. Esta entre os municípios com melhorias em transparência do estado.

Lagoa Grande

Ocupa a 126° posição no ranking do TCE/PE. Com uma pontuação de 448.00 de nível insuficiente. Em comparação a 2016 o município tinha um pontuação 432.00 pontos. Mesmo havendo melhorado 16 pontos no ranking continua entre os medíocres do estado em transparência. Já no ranking do MPF o município não foi encontrado.

Mirandiba

Ocupa a 170° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 103.50 de nível critico. Em comparação a 2016 o município tinha uma pontuação de 67.50 pontos critico. Já no ranking do MPF ocupa a mesma posição (170°) com uma avaliação em 00,00 pelo MPF. Mesmo havendo melhorado 36 pontos no ranking o município continua entre os piores do estado em transparência.

Morelândia

Ocupa a 169° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 104.50 de nível critico. Em relação a 2016, o município tinha um pontuação de 527.50 de nível moderado, onde estava entre os melhores em transparência, caindo 423.00 pontos, ocupando a vaga entre os piores do estado em transparência. Já no ranking do MPF ocupa a 110° posição ao lado de Afrânio, com uma avaliação pelo MPF em 3,40.

Orocó

Ocupa a 122° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 457.00 pontos de nível insuficiente. Em relação a 2016, o município tinha uma pontuação de 99.00 pontos de nível critico em transparência. Desde então vem se esforçando para melhorar a qualidade na transparência, onde saltou 359 pontos. Já no ranking do MPF ocupa a 101° posição com uma avaliação em transparência pelo MPF em 4,00.

Ouricuri

Ocupa 166° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 128.50 pontos de nível critico. Em comparação a 2016 o município tinha uma pontuação insuficiente com 436.00 pontos, caindo 307.50 pontos. Estando entre os piores do estado em transparência. Já no ranking do MPF ocupa 66° posição com uma avaliação em transparência de 5,40 pelo MPF.

Parnamirim

Ocupa a 52° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 587.00 pontos de nível moderado. Em comparação a 2016, o município tinha 516. pontos de nível moderado, saltando 71.00 pontos em transparência, desde então vem melhorando os níveis de transparência. Já no ranking do MPF ocupa 19° com uma avaliação em transparência de 7,00. O município no ranking do MPF esta entre os 20 melhores em transparência no estado.

Petrolina

Ocupa 86° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 529.00 pontos de nível moderado. Em relação a 2016, o município tinha 652.00 pontos de nível moderado, caindo 123 pontos de níveis em transparência. Já no ranking do MPF ocupa 8° posição estando entre os 10 melhores em transparência do estado com uma avaliação 8,60. De acordo com o o MPF.

Salgueiro

Ocupa a 114° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 470.50 de nível insuficiente. Em relação a 2016, onde tinha uma pontuação de 432.50 pontos ainda de nível insuficiente. O município melhorou 38 pontos no ranking, mesmo assim permanece entre os medíocres do estado em transparência. Já no ranking do MPF ocupa a 101° posição com uma avaliação em transparência de 4,00.

São José do Belmonte

Ocupa a 27° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 623.50 de nível moderado. Em comparação a 2016, o município tinha um pontuação de 164.50 de nível critico, era um dos piores do estado, saltando 459 pontos no ranking. O município mostrou eficiência em transparência, estando entre os 30 melhores do estado de acordo com os dados do TCE. Já no ranking do MPF o município não foi encontrado na lista.

Serrita

Ocupa a 85° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 531.50 pontos de nível moderado. Em relação a 2016, o município tinha uma pontuação de 230.00 pontos de nível critico, era um dos piores do estado em transparência, saltou 301.50 pontos, melhorando a transparência. Já no ranking do MPF ocupa 104° posição com uma avaliação de 3,90.

Serra Talhada

Ocupa a 152° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 289.50 pontos de nível insuficiente. Em relação a 2016 o município tinha uma pontuação de 352.00 de nível ainda insuficiente, caindo 62.50 pontos sendo um dos medíocres do estado. Já no ranking do MPF ocupa 4° posição com uma avaliação em 9,30. Para o MPF o município esta entre os 10 melhores do estado em transparência.

Terra Nova

Ocupa a 41° posição no ranking do TCE/PE com uma pontuação de 602.50 pontos de nível moderado. Em relação a 2016 o município tinha uma pontuação de 210.50 de nível critico. O município melhorou a transparência saltando 392 pontos. Já no ranking do MPF ocupa a 36° posição com uma avaliação de 6.60 em transparência pelo MPF.

Trindade

Ocupa a 126° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 448.00 de nível insuficiente. Em relação a 2016 o município tinha uma pontuação de 485.00. Caindo 37 pontos, continuando entre os medíocres do estado. Já no ranking do MPF ocupa a 109° posição com uma avaliação em 3,70 de transparência pelo MPF.

Triunfo

Ocupa a 91° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 524.00 de nível moderado. Em Relação a 2016 o município tinha uma pontuação melhor com 594.00 pontos, caindo 70 pontos no ranking. Já no ranking do MPF ocupa a 154° posição com uma avaliação em transparência de 0.80 pelo MPF.

Verdejantes

Ocupa a 133° posição no ranking do TCE/PE, com uma pontuação de 414.00 de nível insuficiente. Em comparação a 2016, o município tinha uma pontuação de 303.50.00 de nível ainda insuficiente. Mesmo havendo melhorado 110.50 pontos continua entre os medíocres do estado. Já no ranking do MPF ocupa a 143° posição com uma avaliação em transparência de 1,70 pelo MPF.

Obs: Alguns municípios do Sertão podem não esta presente na matéria.


5 visualizações