Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Oposição quer que novo diretor-geral da PF explique ligação com Sarney



O governo anunciou na quinta-feira o novo diretor da Polícia Federal (PF), o delegado Fernando Segovia. No entanto, um dossiê que circula em Brasília indica que Segovia tem relações próximas com a família do ex-presidente José Sarney e com Edison Lobão.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a oposição vai cobrar explicações do novo diretor-geral da PF. Randolfe Rodrigues (Rede-AP) pretende apresentar requerimentos para convidar Segóvia a comparecer nas comissões de Constituição e Justiça e de Direitos Humanos do Senado.

“Vamos pedir que ele explique se teve de fato interferência política na indicação e qual será o comportamento dele em relação à Lava Jato e a outras operações da PF”, destacou Randolfe.

Para tomar a decisão sobre o nome diretor-geral da PF, o presidente Michel Temer recebeu fora de sua agenda oficial, no sábado (4), o ex-presidente José Sarney para acertar sobre Fernando Segóvia. Com informações da Noticias ao Minuto.


0 visualização