IMG-20191213-WA0051.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

MPPE recomenda análise de água para consumo humano em Belém de São Francisco e Itacuruba



Os dados das Gerências Regionais de Saúde (Geres) têm indicado a presença de bactérias do tipo Coliformes totais e Escherichia em amostras de água para consumo humano. Diante do risco à saúde, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou às Secretarias de Saúde dos municípios de Belém de São Francisco e Itacuruba que sejam coletadas amostras em pontos anteriores à reservação. O material coletado deve ser encaminhadas às Geres, com a finalidade de analisar a qualidade da água presente nos sistemas de distribuição nos dois municípios.

Segundo a promotora de Justiça Manuela Capistrano Lins, no caso de serem identificadas quaisquer desconformidades no tocante à qualidade da água, os responsáveis pelo sistema de abastecimento de água deverão ser informados para solucionar a situação. O MPPE recomenda, ainda, a alimentação constante do sistema de informação do Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (VIGIAGUA), bem como manter articulação com a Agência Reguladora de Pernambuco (Arpe) quando forem detectadas falhas relativas à qualidade dos serviços de abastecimento de água.

A 7ª Geres, além de encaminhar os dados referentes à qualidade da água ao MPPE, também deve orientar os respectivos municípios quanto ao procedimento de coleta das amostras.

As Secretarias Municipais de Saúde e a 7ª Geres têm o prazo de 10 dias para informar ao MPPE se acatam ou não a recomendação. O documento foi publicado no Diário Oficial do dia 5 de agosto.


0 visualização