IMG-20191213-WA0051.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Marina e Lóssio juntos em defesa da Chesf



Após um período de recesso em função do falecimento recente de seu pai, a presidenciável Marina Silva retoma as articulações políticas e, ontem, deixou pré-agendado com o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, um ato no qual vão debater os problemas do semiárido. O evento será realizado na Ilha do Massangano, em Petrolina. A discussão contra a privatização da Chesf estará na pauta. A previsão é de que a atividade ocorra em fevereiro. A data está dependendo da agenda de Marina Silva. Esse encontro marcará a filiação de Lóssio à Rede, cujo martelo foi batido, ontem, durante o primeiro contato entre ele e a presidenciável em Brasília. Como a coluna antecipou ainda em novembro, Lóssio concorrerá a governador de Pernambuco, encabeçando palanque para Marina no Estado. A reunião na Capital Federal contou com a presença ainda de dois membros da direção nacional da Rede: Basileu Margarido e Pedro Ivo Batista. Marina chegou a brincar com Lóssio, que vem percorrendo o Estado com movimento intitulado "Pernambuco Pode Mais", dizendo que, talvez, fosse o caso de ela adotar também "O Brasil Pode Mais". Com essa etapa do tête-a-tête concluída, o próximo passo, agora, é organizar o ato no Sertão do São Francisco. Lóssio deixará o PMDB - partido pelo qual se elegeu prefeito de Petrolina duas vezes, disputando, na última, contra o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, cujo pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, também está no páreo para concorrer ao Governo do Estado.


0 visualização