Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Jarbas pode ficar de fora da majoritária em 2018



Dono de uma das mais brilhantes trajetórias políticas de Pernambuco, tendo sido prefeito do Recife, governador de Pernambuco e senador da República, o deputado federal Jarbas Vasconcelos vive um dos momentos mais difíceis da sua vida pública. Nem mesmo a acachapante derrota sofrida para Eduardo Campos em 2010 deixou Jarbas tão fragilizado quanto agora, que está em vias de perder o PMDB de Pernambuco.

Na pesquisa realizada recentemente, Jarbas apareceu liderando, porém com modestos vinte pontos. Apesar de não ser de todo ruim, Jarbas dependeria fortemente de Paulo Câmara estar bem-avaliado e ser reeleito com expressiva votação para que o voto casado lhe desse o mandato. Jarbas tem horror a fazer política, se pudesse seu sonho era atingir o mandato de senador sem fazer qualquer esforço, mas não é o cenário que está se desenhando.

O risco de Jarbas Vasconcelos encerrar sua carreira política com uma derrota em 2018 não é pequeno, e por isso ele tem avaliado que o cenário não é favorável para uma postulação majoritária, sobretudo quando se consolidar a perda do PMDB para o senador Fernando Bezerra Coelho, que deve ter desfecho daqui a pouco mais de uma semana.

Diante do exposto, em se confirmando a perda do partido, Jarbas Vasconcelos tem sido aconselhado por amigos a arquivar o projeto de voltar ao Senado, e há alguns deles que defendem que ele sequer seja candidato em 2018. Até porque Jarbas não precisa de política para viver e o melhor a ser feito é seguir Roberto Magalhães que decidiu não tentar a reeleição em 2010 findando sua carreira política sem precisar ser derrotado para isso.

Não será novidade se Jarbas Vasconcelos seguir os mais próximos e ficar de fora de disputas eleitorais, sendo exclusivamente um conselheiro político do governador Paulo Câmara.


0 visualização