Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Janot nega conflito com Gilmar Mendes, e diz que só reage a "agressões"



O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, negou neste sábado ter conflito com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. Em entrevista no 12º Congresso da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), disse que apenas se dirigiu de forma mais dura a ele para reagir a uma "agressão".

Janot disse que entrou juntamente com Gilmar Mendes na procuradoria, no mesmo concurso. Disse ter divergências teóricas, e não pessoais. "Quando estávamos na Europa, saíamos, éramos do mesmo grupo. Tomávamos cerveja", brincou.

"Não vejo como uma investigação de altas autoridades da República possa comprometer a economia e a politica", destacou. "Ministério Público tem que agir como Ministério Público. Só isso. Quando abro processo criminal contra um político, não abro contra a política", disse.

"Quando me dirijo a um eventual político, é porque houve prática ilícito. Quem praticou ilícito, tem que seguir republicanamente o que a lei prevê. A lei é para todos", afirmou. "Essa economia que gente a quer? De compadrio? Não, queremos uma economia livre, que os agentes econômicos compitam entre si", ressaltou.

Fonte: Correio do Povo


0 visualização