Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
Camarao e cia.jpg
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Isaltino acompanha números fiscais da Fazenda na Alepe



Hoje na Alepe Isaltino Nascimento acompanhou audiência pública da Secretaria da Fazenda para a apresentação do relatório do segundo quadrimestre de 2018. Entre os dados, o Governo de Pernambuco registrou um superávit primário de R$ 1 bilhão, um acréscimo de 28,6% frente ao mesmo período do ano passado.

“É fundamental conhecer os principais números fiscais do Estado. Importante para a bancada de deputados avaliar as metas fiscais, os feitos e as novas projeções”, explica Isaltino. Na ocasião, o secretário Marcelo Barros informou que houve um aumento de 9,0% na receita total e de 5,0% nas despesas. A principal fonte, o ICMS, registrou um incremento de 9,3%, superando a casa de R$ 10 bilhões nos oito primeiros meses do ano. “Além de uma leve retomada da economia, o bom resultado da arrecadação é fruto de uma série de ações de combate à sonegação promovidas pela Secretaria da Fazenda, principalmente com as possibilidades geradas a partir da adoção da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e), como o cruzamento dos dados do cartão de crédito”, destaca o secretário da Fazenda, Marcelo Barros. A administração pública estadual mantém esforços para assegurar que as despesas de custeio permaneçam no mesmo patamar do ano passado, variando apenas 0,3% no 2º quadrimestre de 2018. As despesas com pessoal (ativos e inativos) subiram 5,7%, ficando em 47,3% da receita corrente líquida, percentual similar ao do 1º quadrimestre deste ano e dentro do limite máximo permitido de 49%. Foram aplicados R$ 3,3 bilhões em Educação (25,1%) e R$ 2 bilhões na Saúde (15,0%), fazendo com o que o Estado atingisse percentuais acima do mínimo constitucional exigido para estas áreas mesmo antes do encerramento do ano. Também vale destacar que os investimentos aumentaram 12,2% e somaram R$ 966,7 milhões, sendo R$ 480 milhões na área de Recursos Hídricos.


0 visualização