Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Governo de Pernambuco e multinacional chinesa BYD afinam áreas para parcerias


Em encontro realizado nesta quinta-feira (18/07), o presidente da empresa Build Your Dream (BYD) no Brasil, Tyler Lee, e o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, José Bertotti, analisaram propostas de parcerias para os setores de mobilidade urbana e desenvolvimento sustentável. Entre as principais iniciativas debatidas está a adoção de ônibus elétricos no transporte público de passageiros da Região Metropolitana do Recife, cuja renovação de 60% frota deve ocorrer nos próximos quatro anos.


“Identificamos as áreas em que a empresa tem interesse em investir no Brasil, em especial na Região Nordeste. Com isso, apresentamos os atrativos e as vantagens de implantação de uma empresa, como a BYD, e sua tecnologia aqui em Pernambuco. O estado já vem estudando a possibilidade de introduzir a tecnologia dos novos ônibus elétricos, que garante a redução de gases de efeito estufa e permitem uma sintonia com o que acontece no mundo e com o futuro”, destacou Bertotti.


Atualmente, o sistema de transporte público metropolitano do Recife é utilizado por 2 milhões de passageiros/dia. A matriz é predominantemente rodoviária e conta com uma frota de 2,7 mil ônibus, todos movidos a diesel. “Estamos avançando numa relação de parcerias para trazer tecnologia e serviços que possam mudar a realidade do transporte de passageiros de Pernambuco, transformando em uma matriz mais limpa. Também queremos potencializar áreas a partir da produção ou uso de energias renováveis”, completou Bertotti.

  

Para o diretor Institucional da BYD no Brasil, Marcello Von Schneider, as relações estabelecidas entre a empresa e os representantes estaduais já estão em sinergia e devem avançar em breve. “Estamos aqui para iniciar uma conversa com o Governo do Estado, estreitar os laços e ver de que forma podemos trabalhar alguns projetos em conjunto, principalmente nas áreas de eletromobilidade e geração de energia fotovoltaica. Acho que há muita sinergia entre BYD com que o Governo do Estado pensa para o futuro, principalmente em relação à mobilidade elétrica. Agora, vamos colocar as partes técnicas em contato, para que cada um possa desenvolver projetos e a partir daí, num médio prazo, iniciar uma parceria duradoura”, afirmou.


O secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Bruto, que também participou da reunião, disse que já existem estudos para a introdução dos ônibus elétricos na RMR. “Temos um grupo de trabalho elaborando estudos técnicos para o plano de renovação de uma parcela da frota. A proposta é diversificar a matriz energética e introduzir tecnologias mais sustentáveis, como os ônibus elétricos. Agora, estamos aprofundando as análises de investimento e operação dessa iniciativa”, colocou Bruto, referindo-se ao Capex (despesas ou investimentos em bens de capital) e Opex (despesas operacionais) do projeto.


O encontro, realizado no Parqtel (Várzea), também teve a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, e representantes da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco AD Diper. Na ocasião, eles apresentaram as potencialidades e atrativos que o Estado possui nos setores de energia eólica e solar, tecnologia (Porto Digital, Parqtel), infraestrutura, logística (Porto de Suape, voos cargueiros, etc), educação, incentivos fiscais, e outros.


China - O encontro acontece uma semana após o secretário de Meio Ambiente, José Bertotti, visitar duas fábricas da gigante chinesa em Xangai, capital financeira da China, sendo uma delas de produção de placas solares. A BYD surgiu em 1995 na cidade de Shenzhen, e em 2015 se tornou a maior produtora de carros elétricos e atualmente possui 30 parques industriais no mundo. No Brasil, a BYD possui fábrica em Campinas (SP), onde produz ônibus elétrico e painéis solares. E, em fevereiro, a BYD Brasil assinou o projeto de SkyRail (monotrilho) numa Parceria Público Privada de R$ 1,5 bilhão na cidade de Salvador (BA). 

9 visualizações