Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
Camarao e cia.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Forças Armadas e polícias fazem megaoperação contra roubo de cargas no RJ


As Forças Armadas e as polícias estaduais e federais realizam, desde a madrugada deste sábado (5), a Operação Onerat, para o combate ao roubo de cargas e o tráfico de drogas no Rio de Janeiro. A ação marca o início da segunda fase da operação integrada com o Governo Federal e tem como objetivo cumprir 55 mandados, sendo 40 de prisão e 15 de busca apreensão (acompanhe a cobertura em tempo real).

A coordenação é feita pela Secretaria de Estado de Segurança do Estado (Seseg), por meio da ação das polícias Civil e Militar, com o apoio do Comando Militar do Leste, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Força Nacional de Segurança Pública.

Segundo a Seseg, os agentes atuam nos Complexos do Lins e Camarista Méier, na Zona Norte. Há ainda operações nos Morros de São João, no Engenho Novo, também na Zona Norte, e Covanca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste.

Homem baleado

Moradores do Complexo do Lins relatam tiroteios e barulho de bombas na comunidade em relatos publicados em redes sociais. Pelo menos um homem, não identificado, foi ferido e levado para o Hospital Salgado Filho.

As Forças Armadas estão responsáveis pelo cerco em algumas dessas regiões e baseadas em pontos estratégicos. De acordo com o coronel Itamar, porta-voz do Comando Militar do Leste, participam da operação Onerat – carga, em latim – 3,6 mil homens do Exército e dos Fuzileiros Navais.

Algumas ruas estão interditadas e os espaços aéreos estão controlados para aeronaves civis nas áreas sobrepostas aos setores de atuação das Forças Armadas. Um dos locais fechados é a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, bloqueada em ambos os sentidos. Não há interferência nas operações dos aeroportos.


0 visualização