Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Fernando prestigia inauguração de estação de bombeamento da integração do São Francisco



O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) acompanhou nesta sexta-feira (02/02) a cerimônia de inauguração da 2ª estação de bombeamento do Eixo Norte do Projeto de Integração do rio São Francisco (PISF), ao lado do presidente Michel Temer. O ato administrativo, realizado em Cabrobó, no sertão pernambucano, contou com as presenças dos ministros da Integração, Helder Barbalho, e de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, além de representantes do governo do Estado, prefeitos e vereadores da região.

“Queria dizer da minha emoção e da minha satisfação de estar participando desta agenda hoje aqui. Vossa Excelência (presidente Temer) veio aqui não para disputar a paternidade da obra com ninguém, mas para mostrar que a transposição não iria virar um elefante branco”, afirmou Fernando em seu pronunciamento. Ele destacou os esforços do Governo Federal para levar segurança hídrica ao Sertão do Nordeste, citando a inauguração do Eixo Leste do PISF de Campina Grande. No caso de Pernambuco, o senador ressaltou a liberação de R$ 130 milhões para Adutora Agreste e de R$ 300 milhões para que a Compesa pudesse contratar financiamentos junto à Caixa, realizando projetos de abastecimento e saneamento, além do Projeto pontal em Petrolina.

O senador também comentou as conquistas atingidas durante a gestão de Michel Temer, como a redução da inflação, que caiu de aproximadamente 10% para a casa dos 3% e a menor taxa de juros desde a implantação do Plano Real, no começo da década de 1990. “Essas conquistas ajudam os mais pobres, os micro e pequenos empreendedores, que podem voltar a investir”, afirmou.

Outro ponto abordado por Fernando foi o programa do milho, que permitiu a venda direta no balcão aos produtores rurais, fazendo o preço da saca do grão cair de R$ 60 para pouco mais de R$ 30, garantindo ração para os rebanhos. Ele também sublinhou a anistia das dívidas rurais, que possibilitou que milhares de trabalhadores do campo pudessem saldar seus débitos com as instituições bancárias, com até 95% de rebate. “Quando estava vindo para cá fui abordado por produtores que me disseram da alegria de poder voltar a contratar pequenos financiamentos para continuar trabalhando e produzindo”.

Fernando Bezerra comemorou ainda os indicadores apresentados pelo Banco Central, que demonstram a recuperação da economia brasileira, com a geração de 1,8 milhão de empregos com carteira assinada no Brasil.


Fake News- O senador criticou duramente a disseminação de notícias falsas nas redes sociais, as chamadas “fake news”. Segundo ele, esse tipo de prática informa mal a população e prejudica o país. Ele citou o caso da proposta de reforma da Previdência Social, enviado pelo Governo ao Congresso Nacional.

“A proposta da previdência que está aí não toca nos direitos dos trabalhadores rurais, como alguns estão falando. A proposta atende aos interesses da Nação. Se não fizermos a reforma, não teremos dinheiro para pagar aos aposentados. Em Pernambuco, por exemplo, o déficit da previdência em 2017 foi de R$ 2,4 bilhões, para beneficiar apenas 88 mil pernambucanos”, comentou.

Temer- O presidente Michel Temer iniciou o pronunciamento afirmando que o Nordeste precisa de água. Ele agradeceu as palavras de Fernando e lembrou que a atual gestão tem apenas 1 ano e oito meses, destacando como legado uma quebra importante na prática administrativa do país. “Rompemos com aquela cultura de chegar ao governo e não prestigiar a obra do governo anterior. Ao contrário, estamos investindo R$ 1 bilhão no projeto de integração do São Francisco”.

Temer defendeu a reforma da previdência como fundamental para que o país possa continuar pagando os benefícios aos que mais precisam, inclusive com a implantação de um teto para servidores públicos igual ao dos trabalhadores da iniciativa privada. “Não iremos retirar nenhum direito, mas corrigir distorções. A reforma é essencial para o Brasil e por isso estamos fazendo, porque nosso compromisso é com o futuro da nação”.


0 visualização