Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Faltou 1,5 km



De madrugada, um bombeiro, aparentemente vivendo um surto psicótico, assumiu o comando de um veículo oficial de combate ao incêndio, rumou em alta velocidade entre a Ceilândia e a Esplanada, supostamente rumo ao Congresso Nacional, e só parou, pouco depois da Catedral, depois de perseguido e metralhado por 15 viaturas policiais.

Loucuras como essa já aconteceram em Brasília, mas a presença de um carro de bombeiros e o momento radicalizado do país deram um súbito destaque à cena de cinema. Vídeos da perseguição em tempo real, feitos pelos próprios policiais das janelas das viaturas, tomaram as redes e o assunto rapidamente se tornou um dos mais comentados, inclusive com muitas mensagens de apoio ao bombeiro com alma jihadista. Ninguém se feriu. No momento do crime, a Esplanada estava fechada parcialmente ao trânsito de veículos devido a um evento esportivo marcado para a manhã deste domingo.


0 visualização