Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
Camarao e cia.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Escolas da rede pública de Pernambuco avançam no IDEB e assumem o primeiro lugar nacional


Créditos: Pedro Menezes

Os dados por escolas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgados nesta terça-feira (15) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e pelo Ministério da Educação (MEC), mostram o avanço e o destaque nacional das escolas da Rede Estadual de Pernambuco. A Escola de Aplicação do Recife, parte da rede pública estadual e vinculada à Universidade de Pernambuco (UPE), ocupa mais uma vez o primeiro lugar no ranking das escolas públicas estaduais do ensino médio de todo o Brasil com média 7,5.


A instituição completa ainda o Top 3 das escolas públicas do País ao lado do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), também do Recife, e da Escola Preparatória de Cadetes do Ar, de Minas Gerais. Portanto, das três melhores escolas públicas do Brasil pelo Ideb, duas são pernambucanas. “É muito gratificante ver nossas escolas avançando e se destacando nacionalmente no Ideb. Não é a primeira vez que a Escola de Aplicação do Recife lidera o ranking das escolas públicas estaduais do Brasil, que ela continue servindo de inspiração para muitas outras escolas, não apenas em Pernambuco, mas em outros Estados”, ressalta o secretário de Educação e Esportes, Fred Amancio.


Ao longo das edições, as escolas da Rede Estadual vêm apresentando grandes avanços. Nesta edição do Ideb, os dez melhores resultados das unidades de ensino da rede estadual possuem índices acima de 6,0. Estes resultados estão espalhados por todas as regiões do Estado, a exemplo da Escola Técnica Estadual Professor Lucilo Ávila Pessoa, do Recife, com média 6,2; da Escola Tomé Francisco da Silva, de Quixaba, com média 6,3; e da Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves Guerra, de Garanhuns, com média 6,8. “São resultados extraordinários. Esses avanços nos mostram que o trabalho que começou anos atrás já está dando bons resultados, além de confirmar que estamos no caminho certo. Sem dúvidas, a educação de Pernambuco evoluiu muito, mas ainda há muito o que fazer para avançarmos ainda mais”, diz Amancio.


Além do destaque nacional por escolas, Pernambuco também aparece em evidência pelos avanços conquistados no índice. O Estado, que em 2007 ocupava a 21º posição no ranking, registrou, ao longo de todas as edições, crescimento de quase 67%, o maior em relação às demais federações. “Ao longo dos anos, Pernambuco vêm se destacando muito no Ideb. Somos o único Estado do Brasil que teve grandes avanços em todas as edições. E isso é muito significativo se levarmos em consideração o atual momento da educação do País”, diz o secretário.


Ainda destacando a trajetória de avanços da educação, Amancio enfatiza os números da taxa de abandono escolar. Hoje, Pernambuco é o Estado que possui a menor taxa de abandono escolar do Brasil (1,5%) no Ensino Médio. “É a sétima vez que lideramos o ranking de menor taxa de abandono escolar. Somos primeiro lugar desde 2013, ou seja, ao longo desses anos, Pernambuco têm mantido esse destaque nacional e, consequentemente, e têm se consolidado como a escola da Rede Estadual mais atrativa do Brasil”, pontua.


CONFIRA AQUI 

LOGO MEGA.jpg