IMG-20191213-WA0051.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Em Salgueiro, Paulo Câmara autoriza obras de abastecimento de água para beneficiar 12 mil pessoas


Governador assinou, nesta quinta-feira, a ordem de serviço para a implantação de sistemas que vão captar água dos eixos Leste e Norte da Transposição do São Francisco. Foto: Heudes Regis/SEI

O governador Paulo Câmara autorizou, nesta quinta-feira (05.03), na comunidade de Sitio Uri, em Salgueiro no Sertão Central, a construção dos sistemas de abastecimento de água do Programa de Integração do Rio São Francisco (PISF). O programa, que prevê obras complementares à Transposição do Rio São Francisco, vai beneficiar 12 mil moradores de comunidades localizadas em até cinco quilômetros de distância das margens dos ramais Norte e Leste da transposição. A previsão é de que as obras sejam concluídas em um prazo de até 24 meses.


“Sabemos da importância de ter políticas públicas e ações em favor do abastecimento de água. Por isso mesmo, a água é uma prioridade no nosso governo. Hoje, assinamos a ordem de serviço para construção desses sistemas de abastecimento, que serão fundamentais para chegarmos a 12 mil pessoas em mais de 100 localidades, que passaram bastante tempo esquecidas. Sabemos a diferença que isso vai fazer na qualidade de vida dessa população, que precisa do cuidado e da atenção do Governo de Pernambuco, sobretudo nessa questão da água. Vamos continuar dando prioridade máxima ao abastecimento em todo o Estado”, afirmou Paulo Câmara, após assinar a autorização.


Com um investimento total de cerca de R$ 45 milhões, provenientes de parcerias com a União, o programa viabilizará a construção de 42 sistemas de abastecimento que beneficiarão 108 localidades – entre assentamentos, comunidades rurais e quilombolas – que vivem hoje em situação de extrema precariedade hídrica nos municípios de Floresta, Cabrobó, Parnamirim, Verdejante, Betânia, Custódia, Salgueiro, Terra Nova, Mirandiba e Sertânia.


O secretário estadual de Desenvolvimento Agrário, Dilson Peixoto, destacou a importância da obra, uma vez que, atualmente, boa parte das 12 mil pessoas que serão beneficiadas só conseguem ter água em casa por meio de carros-pipa. “Quando esses sistemas estiverem prontos, todas essas cidades terão água todos os dias e noites. Ofertar água é, também, oferecer segurança alimentar e mais condições de produzir em toda a região”, observou Dilson.


Em nome de todos os municípios beneficiados, o prefeito de Custódia, Manuca, agradeceu ao governador, destacando o papel fundamental que ele tem exercido, de levar água para as torneiras dos sertanejos. “Uma das maiores virtudes do ser humano é a gratidão. Custódia saiu da posição de uma das piores cidades no quesito abastecimento de água para uma das melhores, e isso é devido à decisão administrativa do governador Paulo Câmara. Por isso, quero agradecer a ele e a todos os envolvidos pelo que foi feito em Custódia e por essa obra que vai beneficiar tanta gente”, disse Manuca.


Moradora da comunidade de Vila do Uri, Gabriela Gonçalves, de 25 anos, vive na região desde que nasceu. Ela contou que a questão da água sempre foi bastante complicada. “Já passamos até 22 dias sem água”, detalhou. Com a obra, prevista para ficar pronta em dois anos, Gabriela passou a ter esperança de dias melhores. “Acredito que vai melhorar, sim. Espero. Porque, sem água, a gente não faz nada, né?”, concluiu.

269 visualizações