Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Eixo Leste do Projeto São Francisco segue abastecendo mais de um milhão de pessoas


Cidades da Paraíba e de Pernambuco são atendidas mesmo na fase de pré-operação do empreendimento, sem custos aos estados e aos moradores. Imagem: MDR

O segundo maior reservatório do estado da Paraíba, o Açude Epitácio Pessoa, mais conhecido como Boqueirão, mantém disponibilidade hídrica para assegurar o abastecimento de cidades atendidas pelo Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Atualmente, mais de um milhão de pessoas em 38 cidades da Paraíba e de Pernambuco recebem água a partir do empreendimento, mesmo em fase de pré-operação, sem custos aos estados e aos moradores.


Em abril deste ano, por recomendação da Agência Nacional de Águas (ANA), o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) interrompeu o bombeamento de água no Eixo Leste para a realização de serviços de manutenção e ajustes no trecho que leva água a Monteiro (PB). É justamente na fase pré-operacional do empreendimento que são realizados testes de verificação das estruturas e dos sistemas elétricos, mecânicos e hidromecânicos.


A interrupção temporária não afetou o abastecimento das localidades já atendidas nos dois estados. Só na Região Metropolitana de Campina Grande, por exemplo, cerca de 700 mil pessoas dispõem de oferta hídrica regular. Retomado o bombeamento em 4 de julho, as águas do Rio São Francisco já voltaram novamente a percorrer as estruturas do Eixo Leste rumo ao Boqueirão.


A água levará alguns dias até chegar às últimas estruturas, já que o Eixo Leste possui 217 quilômetros, 12 reservatórios, cinco aquedutos, um túnel e seis estações de bombeamento que elevam a água em até 300 metros de altura.


Manutenção das estruturas

O Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco está em pré-operação, etapa em que pode surgir a necessidade de manutenção e reparos em canais e estruturas. Um Consórcio Operador é responsável por esses serviços, que incluem manutenção, gestão ambiental, conservação e vigilância patrimonial das instalações de construção civil, dos equipamentos e dos sistemas elétricos, mecânicos e hidromecânicos do Projeto.


No caso de fissuras eventualmente identificadas em trechos de canal, reparos são realizados sempre que há necessidade. A proteção em concreto, no entanto, não apresenta função estrutural e, sim mecânica, sem afetar significativamente a funcionalidade das estruturas.


Complexidade

Juntos, os Eixos Norte e Leste do Projeto São Francisco possuem 477 quilômetros de extensão. No Eixo Norte, com 260 quilômetros, são três estações de bombeamento, 15 reservatórios, oito aquedutos e três túneis. Tais estruturas poderão apresentar a necessidade de reparos e manutenções ao logo de sua operação, assim como qualquer outro empreendimento desse porte.

6 visualizações