banner technobytes.jpeg
OTa2.jpg
LOGO MEGA.jpg
Banner Aveloz
  • Mikael Sampaio

Consórcio Nordeste é acusado de comprar respiradores de empresa fantasma


Consórcio Nordeste/ Foto: Secom

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Charles Andrew Tang, revelou, em entrevista ao jornal A Tarde no dia 11 de maio, que o Governo da Bahia comprou respiradores de uma empresa que não existe.


Segundo Charles, a empresa que a Bahia pagou R$ 49 milhões e hoje reivindica o reembolso está localizada em Los Angeles, na Califórnia. No entanto, trata-se de uma pequena casa, “um boutiquezinho pintado de preto, roxo, amarelo”.

“O governo baiano comprou respiradores de uma empresa de Los Angeles, que não existe. No endereço dela tem uma casinha, um boutiquezinho pintado de preto, roxo, amarelo”, afirmou. “O Governo da Bahia perdeu esse dinheiro, porque comprou de uma empresa que não existe, uma empresa fantasma”, acrescentou. O governador Rui Costa, do PT, rebateu a acusação em entrevista à TV Bahia: “Eu fico assustado com as pessoas que, neste momento, querem fazer política, fazer disputa comercial ou falar daquilo que não conhecem. A empresa que o governo fez contato é uma empresa americana. Então, não acho que ele seja a pessoa mais adequada para falar da idoneidade de uma empresa americana.”

O governo da Bahia representou a região Nordeste na compra de R$ 49 milhões pagos antecipadamente à empresa sediada nos Estados Unidos. O valor se referia a 80% do preço de um lote de 600 ventiladores pulmonares.


A compra dos respiradores feita para os estados do Nordeste visava suprir a primeira tentativa de adquirir o equipamento, frustrada no fim de março. Na ocasião, um carregamento de 600 unidades destinados à região ficou retido no aeroporto de Miami (EUA), onde fazia conexão aérea para ser enviada ao Brasil.


Da redação do Portal de Prefeituras com informações do Portal Grande Ponto

0 comentário