Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Conheça a ala 'esquerdista' do PSDB, que critica João Doria e o MBL



Marcado ao longo dos últimos anos como um dos - supostos - principais partidos da direita brasileira, o PSDB tem uma ala esquerdista atuante, com 160 lideranças ativas, cinco mil militantes nas redes sociais e presença em 12 Estados com participantes, na média, acima dos 40 anos. As informações da Folha de S. Paulo.

O coordenador do grupo, Fernando Guimarães, é um crítico ferrenho a João Doria, tal qual o ex-governador Alberto Goldman, um dos defensores do movimento. Guimarães disse que à Folha que a candidatura do empresário milionário foi um erro, assim como o projeto de privatizações de sua gestão.

"Doria não deu ouvidos aos princípios elementares do PSDB, como o compromisso doutrinário do Franco Montoro com a democracia participativa, e carece demonstrar mais comprometimento com o direito à cidade e à dignidade da pessoa", explicou.

Outro integrante da ala esquerdista tucana, o estudante Donizete Beck, critica a crescente aproximação do partido ao MBL: "É um grupo composto por liberais, clássicos e neoliberais. Isso é, direitistas. Não comungam com os valores da social-democracia".

Para a corrida presidencial do ano que vem, o grupo é simpático ao atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.


0 visualização