top of page
banner technobytes.jpeg
Banner Aveloz
  • Foto do escritorMikael Sampaio

Confira os destaque da 4° Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Salgueiro


Confira os destaque da 4° Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores desta quarta-feira (01/03), em Salgueiro no Sertão de Pernambuco.


Léo Parente levou para a tribuna uma demanda da população do Monte Alegre, que sofre com falta de água e não tem atendimento por carro-pipa. Também falou sobre o serviço do CAPS, pedindo que a prefeitura realize algumas ações no órgão. Ainda citou a situação do Altino Ventura, que não funcionou este ano, até o momento, por falta de uma negociação entre a prefeitura e a entidade. Encerrando a fala, disse que está insatisfeito com seu grupo político.


Fátima Carvalho levou para a tribuna a inauguração da Escola Francisco de Sá Sampaio (Dr. Chico), no Residencial Santo Antônio, dizendo que apoiou a homenagem a Dr. Chico por tudo que ele fez por Salgueiro. Parabenizou a todos que fizeram o Carnaval de Salgueiro e falou sobre outras obras que a prefeitura vem executando.


O vereador Zé Carlos falou sobre o sofrimento da comunidade de Conceição das Crioulas com falta de água. Disse que recebeu da Compesa a informação que o problema está sendo ocasionado por muitos desvios no novo sistema de abastecimento do distrito. Em seguida, falou sobre a situação da falta de água no Monte Alegre. Ele ainda lamentou a morte do amigo Damião, apresentou Moção de Aplauso pelo aniversário do empresário Fernando Carvalho e mencionou a inauguração da escola do Residencial Santo Antônio.


O vereador Emmanuel Sampaio não utilizou a tribuna, devido ao internamento de seu pai em UTI e pediu orações pela saúde de seu pai.


André de Zé Esmeraldo criticou a ineficiência da gestão pública do município. "Em seu terceiro mandato, o prefeito vem deixando a desejar em sua gestão no município", expôs, citando a questão da Fundação Altino Ventura, que corre risco de fechar na cidade. Falou que destinou recursos para a reforma da UBS do Bode Assado, o serviço foi feito, mas os atendimentos não estão acontecendo. Ainda citou outros problemas na área da saúde, como deficiências no TFD.


Henrique Sampaio apresentou pauta sobre o Programa Médicos pelo Brasil, destacando que o município tem um grande déficit de médicos e seria uma oportunidade para aumentar seu quantitativo de profissionais. Aproveitou a questão na área de saúde para denunciar atraso de pagamentos ao Pronto Socorro São Francisco, tanto pela prefeitura quanto pelo Governo do Estado. Expõôs que serviços do Sassepe e da prefeitura estão paralisados na unidade. Também reclamou da possibilidade de Salgueiro perder a Fundação Altino Ventura.


Baldinho dos Anjos informou que apresentou requerimentos para serviços de tapa-buraco, capinação e patrolamento em algumas localidades da cidade. Pediu orações pela saúde do pai do vereador Emmanuel Sampaio e lamentou mortes de amigos, a exemplo do ex-vereador e professor Ivo Júnior. Falou ainda sobre a UBS Bode Assado, reforçando denúncia feita por André de Zé Esmeraldo.


Tiago Arraes iniciou fala na Tribuna destacando a inauguração da Escola do Residencial Santo Antônio, afirmando que fez uma indicação para a construção da unidade escolar. Defendeu a situação atual da saúde no município, comparando com a gestão passada. Ele disse que Salgueiro já conta com o Programa Mais Médicos, com a disponibilidade de um profissional para o município. Sobre a Fundação Altino Ventura, disse que a prefeitura já está buscando uma solução para a estadia dos profissionais da organização.


A vereadora Eliane Alves destacou o mês da mulher, saudando todas as mulheres de Salgueiro. Disse que Salgueiro realizou um grande Carnaval, com saudação a todos que fizeram a festa. Enalteceu o prefeito, afirmando que ele está cuidando do município, apesar de todas as adversidades. Falou ainda sobre a inauguração da Escola do Residencial Santo Antônio. "É resultado de muito trabalho e compromisso com Salgueiro", pontuou. Também anunciou uma licitação para a iluminação de todo o entorno do Açude Velho, no bairro Divino Espírito Santo, além de outras ações do governo municipal.


Nildo Bezerra disse que apresentou requerimento em busca de solução para a questão da falta de água em Conceição das Crioulas. Ele pediu que a Compesa devolva o dinheiro dos moradores da localidade, referente aos meses de janeiro e fevereiro, período em que o distrito não recebeu água com regularidade. "Hoje o maior problema da zona rural é a água" , disse. Também requereu operação tapa-buraco em várias localidades da cidade, a exemplo do Monte Alegre.


O vereador Flavinho Barros destacou sua participação na inauguração da Escola do Residencial Santo Antônio. "Estive lá e fiquei contente, porque acompanho o projeto desde que ele nasceu, ainda na gestão de Clebel", ressaltou, lembrando que acompanhou a entrega das casas e da UBS do residencial ainda no governo de Clebel. Ele frisou que a UBS foi construída com articulação de Fabinho, seu irmão. Em seguida, lamentou o discurso do prefeito na inauguração da escola, que demonstrou incômodo com as demandas da população.


Agaeudes Sampaio falou que o prefeito do município governa com objetivos próprios, sem ouvir seus liderados. Ele expôs um caso que considerou como autoritarismo, na mudança de horário de uma turma em uma escola municipal. Ele lembrou o caso de uma criança especial da Escola Balduíno, que não assistiu aula por falta de cuidador. Também citou problemas na área da saúde no município, como a apreensão de uma ambulância da prefeitura que levava um paciente para Recife. Disse ainda que o prefeito não atende seus requerimentos.


Bruno Marreca informou que apresentou requerimentos e indicações, com destaque para a construção da rotatória do Residencial Santo Antônio. "A gente pede que a prefeitura autorize a elaboração do projeto para tirar do papel essa rotatória lá do Santo Antônio", disse. Denunciou, em seguida, a falta de água na zona rural, que está afetando muitos agricultores. "Em pleno Século 21, [têm] pessoas bebendo água de barreiro, com a transposição passando do lado", protestou. Também pediu uma solução para a questão da Fundação Altino Ventura, com renovação de convênio entre a prefeitura e a instituição.


O presidente da Mesa Diretora, Sávio Pires, disse que está assistindo no município um cenário de profunda indignação e descrença. "Esse quadro que está aí é revoltante. Muito desrespeito com todos os moradores da cidade", reclamou. Ele falou que o prefeito vem cometendo ilegalidades desde o início de seu mandato e disse que falta competência da gestão para resolver os problemas do município. Por fim, anunciou que a casa realizará o projeto Câmara Itinerante, levando o Poder Legislativo para várias comunidades.


Bruno Marreca informou que apresentou requerimentos e indicações, com destaque para a construção da rotatória do Residencial Santo Antônio. "A gente pede que a prefeitura autorize a elaboração do projeto para tirar do papel essa rotatória lá do Santo Antônio", disse. Denunciou, em seguida, a falta de água na zona rural, que está afetando muitos agricultores. "Em pleno Século 21, [têm] pessoas bebendo água de barreiro, com a transposição passando do lado", protestou. Também pediu uma solução para a questão da Fundação Altino Ventura, com renovação de convênio entre a prefeitura e a instituição, entre outros temas.

0 comentário

Comments


bottom of page