banner technobytes.jpeg
OTa2.jpg
LOGO MEGA.jpg
Banner Aveloz
IMG-20220720-WA0032.jpg
  • Mikael Sampaio

Com quase mil usuários cadastrados, o Atende em Casa permite marcação de testes e acolhimento


Desde 26 de março de 2020, uma parceria entre o Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife oferta o serviço de teleassistência para a população, com ênfase no público que apresenta sintomas de síndromes gripais e Covid-19. A população de 178 municípios pode acessar o serviço a partir do Atende em Casa (www.atendeemcasa.pe.gov.br) através de qualquer smartphone, tablet ou computador com internet ou pelo aplicativo para celular com sistema Android (disponível na Google Play Stores). Atualmente 96,22% dos municípios pernambucanos são assistidos pela plataforma, beneficiando mais de 9,4 milhões de pernambucanos (98,59% da população total do Estado).


No momento, a I Geres (20 municípios), II (20), III (22), V (21), VI (13), VII (7), VIII (7), IX (11), X (12), XI (10) e XII (10) já são atendidas em sua totalidade pela tecnologia. A IV região de saúde já tem 25 dos 32 municípios cobertos pelo aplicativo. A lista completa está disponível no site da SES-PE: http://portal.saude.pe.gov.br/noticias/teleorientacao-pelo-atende-em-casa-lista-dos-municipios.


No aplicativo web “Atende em Casa” o usuário, após o cadastro de informações mínimas, é direcionado para um questionário que permite a avaliação inicial do quadro de saúde a partir de perguntas sobre seus sintomas. Em seguida, uma classificação de risco é realizada pelo sistema, na qual o usuário recebe orientações necessárias para sua situação ou é encaminhado para uma teleorientação com um profissional de saúde. A teleorientação busca acolher o usuário em sua experiência de adoecimento, confirmar as condições e sintomas referidos no questionário e orientar sobre os cuidados necessários a cada classificação de risco (por exemplo, informar sobre os procedimentos do isolamento domiciliar ou como proceder o encaminhamento ao serviço de saúde mais adequado para a situação).


Mais de 100 profissionais de saúde foram treinados pela SES-PE, responsável por coordenar os atendimentos do Atende em Casa fora do Recife, reforçando as escalas de plantão. Os profissionais recebem orientações quanto ao uso do aplicativo, protocolos clínicos da Covid-19 e fluxo de atendimento nas unidades de saúde.


A ferramenta já conta com quase 100 mil usuários cadastrados em todas as regiões de saúde do estado. Ao todo, após teleorientação, mais de 10,9 mil pessoas foram orientadas a procurar uma unidade de saúde mais próxima da sua residência, e quase de 17,5 mil a permanecer em isolamento domiciliar.


Com o desenvolvimento do serviço e a necessidade de ampliar medidas de prevenção e controle da infecção pelo novo coronavírus, a ferramenta passou a contar, em 12 de junho, com ações de telemonitoramento, ou seja, a busca ativa e acompanhamento dos usuários confirmados, casos suspeitos ou de risco elevado para Covid-19. Até o último domingo (26.07), já haviam sido realizados 4.898 atendimentos.


APOIO EMOCIONAL – Com o impacto da pandemia do novo coronavírus na saúde mental da população em geral, a SES-PE decidiu implementar o serviço de teleacolhimento para todos os municípios pernambucanos assistidos pelo Atende em Casa. Dessa forma, os usuários que se cadastram no aplicativo têm, desde o dia 29 de junho, a opção de receber apoio emocional de equipe de psicólogos capacitados para as demandas.


Com um mês de funcionamento, o aplicativo registrou, até a última segunda-feira (27.07), 629 teleacolhimentos. Deste total, 407 (64,7%) teleacolhimentos não precisaram de encaminhamentos; 197 (31,3%) foram encaminhados para a equipe de referência diária para a escuta psicoterápica e atendimento psiquiátrico; 24 (3,8%) foram orientados a procurar a Rede de Atenção Psicossocial (Raps) do território; 1 (0,2%) foi encaminhado para rede de proteção às pessoas vítimas de violência.


TESTAGEM – A ferramenta também passou a auxiliar os municípios pernambucanos no agendamento dos testes para a Covid-19, desde 22 de junho, a princípio considerando o público prioritário estabelecido para realização do exame e, a partir de 15 de julho, ampliando a todos os sintomáticos. O objetivo é facilitar o acesso e apoiar os gestores municipais que desejarem aderir a essa funcionalidade.


Os municípios disponibilizam a agenda de suas unidades de saúde e o paciente é referenciado para o serviço mais próximo de sua casa, de acordo com o exame preconizado para o caso, que pode ser o RT- PCR, indicado para o início dos sintomas, ou o teste rápido. Até a última segunda (27.07), foram marcados 1,9 mil testes pelo Atende em Casa, sendo 1.051 RT-PCR e 849 testes rápidos.


Ao todo, a população de 143 municípios pode realizar a marcação do exame por meio do Atende em Casa. Na Região Metropolitana do Recife o exame é ofertado pelos centros de testagem da SES em funcionamento no CEFOSPE – (Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos do Estado de Pernambuco) e no Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon-PE). Todos os municípios, os que aderiram ou não à marcação pelo Atende em Casa, podem realizar os testes utilizando seus próprios fluxos. A lista dos municípios que estão oferencendo testagem com marcação através do Atende em Casa está disponivel no site da Secretaria Estadual de Saúde: http://portal.saude.pe.gov.br/noticias/agendamento-de-exame-da-covid-19-pelo-atende-em-casa-lista-dos-municipios.

0 comentário