Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Com aval de Temer, Aécio paga pra ver e Tasso ameaça dobrar a aposta



O muro sempre foi a melhor opção dos tucanos para evitar bolas divididas. Ali, eles se ajeitam, evitam confrontos, e de alguma forma se protegem. Talvez esteja no DNA deles.

Essa capacidade de se acomodar é um dos segredos para a longa sobrevivência do PMDB. Por mais que reneguem, os tucanos são a única cria de sucesso do PMDB — um partido em que se briga muito, mas sempre continua junto e misturado.

Como é uma espécie de confederação, por mais paradoxal que seja, a divisão, em vez de implodir, acaba sendo uma liga entre os interesses paroquiais e políticos dos caciques do PMDB.

Dificulta, claro, qualquer projeto nacional. Daí o lançamento de um candidato ao Palácio do Planalto ter deixado de ser uma prioridade no partido, desde o fracasso de Orestes Quércia em 1994.

Diferente dos tucanos, que, desde o nascedouro, se organizam a partir da perspectiva de comandar a presidência da República.

Por essa ótica, os tucanos sempre encararam o quebra-pau no PMDB, com todo o respeito, como uma briga entre lavadeiras.

O PMDB — divide aqui, cola ali, descola acolá, junta de novo — como sempre continua na mesma toada. Foi, assim, que derrubou Dilma Rousseff e se uniu para salvar o mandato de Aécio Neves. Sem falar no de Michel Temer.

Influencia, também, nas bicadas internas entre os tucanos.

Tasso Jereissati, com o apoio dos colegas no Senado e dos mais ativos deputados na Câmara, todos incomodados com o desgaste do partido, peitou Aécio Neves.

Avaliou que se tornara um pária no partido, bastava soprar para ele cair. Tasso soprou. Foi surpreendido com a reação da tropa mobilizada por Temer para ajudar a Aécio.

São ministros, governadores, prefeitos de capitais…

Aécio aproveitou o embalo e mandou um recado para Tasso. Renuncia à presidência desde que Tasso também se afaste do cargo.

Aécio está na berlinda por ter sido flagrado pedindo uma grana para Joesley Batista, dinheiro em malas com a entrega filmada pela Polícia Federal.

Tasso até aqui passa incólume pela Lava Jato.

Ambos viraram coronéis em suas carreiras políticas. São atrevidos, não gostam de recuar.

Aécio luta por alguma sobrevida.

Tasso não aceita que lhe tirem o tapete. Estaria ameaçando puxar uma debandada do partido. Os chamadas cabeças pretas parecem dispostos a segui-lo.

Está cada vez mais difícil para a turma do deixa disso apartar essa briga.


0 visualização