top of page
banner technobytes.jpeg
Banner Aveloz
  • Foto do escritorMikael Sampaio

Chacina no agreste de Pernambuco: 4 pessoas e um bebê são mortas, outras 5 foram baleadas


Uma chacina brutal chocou os moradores da pacata cidade de São João, no Agreste de Pernambuco, localizada a 230 quilômetros do Recife. Uma bebê e quatro jovens, com idades entre 21 e 27 anos, foram assassinados na noite dessa quinta-feira (26).


Várias pessoas estavam em um espetinho na avenida Coronel João Fernandes, no centro da cidade, quando homens ainda não identificados chegaram ao local e começaram a atirar. Nenhum deles foi preso até o momento.


As vítimas foram identificadas como:


- Maria Sophia Gonçalves da Silva, de 2 anos;

- Durval Roberto Pereira Neto, de 21 anos;

- Lucas Pereira de Andrade, de 23 anos;

- Valderlan Vinícius Bezerra Alves, de 23 anos;

- Vinícius Ravelly Ferreira Cavalcante, de 27 anos.


Três das vítimas morreram ainda no local - Lucas, Valderlan e Vinícius. As outras duas - Maria Sophia e Durval - chegaram a ser socorridas para o Hospital Dom Moura, em Garanhuns, também no Agreste do Estado, mas não resistiram.


Outras cinco pessoas feridas foram socorridas para a mesma unidade hospitalar, com quadro estável.


Informações iniciais da Secretaria de Defesa Social (SDS) indicam que a investida criminosa ocorreu motivada "pela rixa de grupos ligados ao tráfico de drogas". A pasta também informou que dará outras informações apenas quando os trabalhos investigativos forem concluídos.


De acordo com o prefeito da cidade, Wilson Lima, em fala à Folha de Pernambuco, o alvo dos criminosos seria Lucas Pereira, uma das vítimas fatais, que teria envolvimento com tráfico de drogas.


O prefeito se desloca ao Recife, na manhã desta sexta-feira (27), para solicitar uma reunião de emergência com a governadora do Estado - Raquel Lyra tem agenda com o presidente Lula. Ele tem reunião prevista com a secretária de Defesa Social, Carla Patrícia Cunha.


O gestor pretende viabilizar uma intervenção na segurança pública municipal. Estatísticas da SDS indicam que a cidade registrou oito homicídios em todo o ano de 2022, sendo quatro no mês de dezembro. Com a chacina de quinta-feira, portanto, a cidade conta nove mortes violentas em menos de 60 dias.


"A gente está numa situação muito difícil. Uma cidade muito pacata, mas que ultimamente vem acontecendo situações dessas, um problema que não atinge somente nossa cidades, mas também outras do Interior", contou o prefeito, acrescentando que apesar de uma das vítimas ser o alvo dos criminosos, outras nove foram atingidas. "Estamos viabilizando ações para que as respostas sejam mais rápidas", concluiu Wilson Lima.


"Investigações estão em curso para prender os autores dos disparos", disse a SDS, que completou: "Trabalho não cessará até identificação e responsabilização penal dos autores". A Secretaria de Defesa Social ainda informou que as polícias Militar, Civil e Científica estão trabalhando de forma integrada desde a quinta-feira "nessa ocorrência de extrema violência na cidade de São João".


Fonte: Folha de Pernambuco

0 comentário

Comments


bottom of page