Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Casos de Hepatite B crescem 27% no Estado


Imagem: ilustração/Blog do Mikael Sampaio

Um boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) nesta terça-feira (30) aponta que os casos de Hepatite B em Pernambuco registraram um aumento de 27% entre 2015 e 2018. Os dados mostram que em 2015 foram contabilizadas 170 ocorrências da enfermidade. Já em 2018 o número chegou a 217.

O documento, que é produzido anualmente e traça uma análise detalhada sobre o comportamento das hepatites no Estado, finaliza o Julho Amarelo, mês de conscientização sobre as hepatites virais. As ocorrências de Hepatite A, por outro lado, apresentam redução nos últimos quatro anos. A queda entre 2015 e 2018 foi de 72% - de 69 para 19 ocorrências, e é reflexo da implantação da vacinação de crianças contra a doença, em 2014, segundo a pasta.

Em relação à Hepatite C, os casos de 2015 e 2018 foram iguais: 198, embora tenham apresentado aumento em 2016 e 2017. Esse é o único tipo que não possui vacina. Os dados completos podem ser acessados no boletim divulgado pela SES-PE.

Transmissão Hepatite A A transmissão da doença é feco-oral, por alimentos ou água contaminada, ou sexual.

Hepatite B A principal forma de contágio é pela relação sexual sem preservativos, pelo sangue – compartilhamento de objetos perfurocortantes – ou passada da mão para o filho durante a gravidez (congênita).

Hepatite C A doença é prioritariamente transmitida pelo contato com sangue contaminado, vias sexuais e transmissão vertical (da mãe para o bebê).

Confira os dados de notificações: Hepatite A 2015: 69 2016: 26 2017: 22 2018: 19 Hepatite B 2015: 170 2016: 201 2017: 190 2018: 217

Hepatite C 2015: 198 2016: 205 2017: 235 2018: 198


Com informações da FolhaPE

0 visualização