banner technobytes.jpeg
OTa2.jpg
LOGO MEGA.jpg
Banner Aveloz
IMG-20220720-WA0032.jpg
  • Mikael Sampaio

Casal de pastores suspeitos de aplicar golpe é preso em flagrante pela Polícia Civil do Ceará


A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) prendeu em flagrante, nessa sexta-feira (18), um casal de pastores, suspeito de comprar peças de roupas e falsificar os comprovantes de pagamentos, que eram realizados via pix. Os alvos, que adquiriam as confecções de forma fraudulenta, realizavam a venda dos produtos na igreja onde eram membros.


As capturas ocorreram no município de Maracanaú – Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11) do Ceará. Além das prisões, parte das peças de vestuário foram apreendidas pelos investigadores.


Os policiais civis da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) iniciaram as investigações logo que tomaram conhecimento, ainda na sexta-feira (18), de quem o dono de uma loja de roupas, situada no bairro Centro – (AIS 4) de Fortaleza, teria vendido cerca de mil reais em peças para um casal que, segundo investigações, já eram clientes desta vítima, e que o pagamento, assim como das outras vezes, seria de transferência via pix. Ao verificar que o dinheiro não foi debitado em sua conta, mas que já tinha enviado as peças, o proprietário da loja entrou em contato com investigadores, que de imediato iniciaram diligências a fim de investigar o caso.


Com o endereço dos compradores e onde foi entregue a mercadoria, os policiais civis já se deslocaram até uma casa situada no bairro Jardim Bandeirantes, em Maracanaú, onde foram recebidos por Vandeilson Rodrigues Matias (28) e Ana Carolina Agostinho de Freitas (21), ambos sem antecedentes criminais. O casal, que se apresentava como pastores de uma igreja evangélica, não reagiu à ofensiva policial, e já confessou a prática criminosa. Com base nos levantamentos investigativos, os suspeitos compravam as mercadorias, falsificavam o comprovante do pagamento via pix, e enviavam para as vítimas, que acreditavam que o valor seria debitado.


Com eles foram apreendidos, dentro da casa, celulares, maquinetas de cartões e dezenas de peças de roupas que, segundo investigações, eram vendidas para membros da igreja, e, na ocasião, eles diziam ser peças de doações e que o valor arrecadado seriam destinados para ações sociais. Diante do flagrante, os suspeitos foram conduzidos à DDF, onde foram autuados em flagrante por estelionato e falsificação de documentos. As investigações acerca do caso continuam, pois há indícios de que outros empresários foram vítimas, bem como o prejuízo para uma das vítimas, chega a 80 mil reais.


Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o telefone (85) 3101-2505, da DDF.


As denúncias também podem ser encaminhadas também para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

0 comentário