Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Bancos se propõem a ajudar a combater fraudes em empréstimos


Durante reunião realizada na manhã desta quinta-feira (13.06), na Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, os bancos participantes, se mostraram dispostos a unir forças com o Procon-PE no sentido de combater as fraudes das empresas de empréstimos. O órgão vem realizando diversas fiscalizações e coibindo empresas que não funcionam de forma legal.


O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, que presidiu a reunião, foi enfático ao afirma que correspondentes financeiros que estão funcionando de forma ilegal serão fechados. “O Procon tem recebido diversas denúncias de fraudes e irregularidades e não vamos permitir essa prática”, citando o caso de uma financeira que foi fechada ontem (12.06) após aplicar um golpe em um idoso de 79 anos.


O gerente de Normas e Autorregulação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Evandro Zuliani, disse que a instituição contratou uma empresa para investigar as denúncias de compartilhamento de dados pessoais de clientes. “As fraudes não contribuem para o mercado e não compactuamos com essas práticas ilegais”, disse.


As agências bancárias têm até 10 dias para apresentarem a lista dos correspondentes autorizados a realizar empréstimos. Na reunião foi proposta a elaboração, em parceria com bancos e Procon, de uma cartilha com informações para os consumidores que pretendem realizar empréstimos. Já que a falta de informação é um dos pontos que leva o consumidor a contratar serviços que não queriam.


Para que aja um acompanhamento de perto das atividades, trimestralmente o mesmo grupo se reunirá para alinhar informações sobre o assunto. A próxima reunião já ficou pré-marcada para o dia 11 de setembro.


Na ocasião, a gerente de fiscalização do Procon-PE, Danyelle Sena, apresentou as ações desenvolvidas pelo órgão, para coibir a prática de ilegal de algumas financeiras. Até o momento foram fiscalizados 119 estabelecimentos; 103 foram notificados e 19 interditados.

Ainda fizeram parte da reunião a Secretária Executiva de Direito do Consumidor, Mariana Pontual, os gerentes de atendimento e jurídico do Procon, Pedro Cavalcanti e Ricardo Faustino, e representantes das delegacias do consumidor e do idoso.

8 visualizações