banner technobytes.jpeg
OTa2.jpg
LOGO MEGA.jpg
Banner Aveloz
IMG-20220720-WA0032.jpg
  • Mikael Sampaio

Bancos de leite de Pernambuco registram queda nas doações


As férias programadas tradicionalmente para o mês de janeiro costumam acender o sinal de alerta dos bancos e postos de coleta de leite humano em Pernambuco, que registram baixa no número de doações do alimento, essencial para a nutrição de bebês nos primeiros anos de vida. Em 2021, com a pandemia da Covid-19 ainda em curso, os serviços temem que a queda nos estoques seja ainda maior nesse período e convocam as mães que produzem leite além da necessidade do seu filho para realizar esse gesto de solidariedade. Sob gestão estadual, quatro bancos de leite precisam do alimento para recuperação de bebês internados em unidades de Terapia Intensiva (UTI), Neonatal, Cuidados Intermediários e Alojamento Canguru. São eles: os hospitais Agamenon Magalhães (HAM) e Barão de Lucena (HBL), no Recife; o Jesus Nazareno, em Caruaru; e o Dom Malan, em Petrolina. Além desses, há outros serviços municipais e da rede privada (lista abaixo).

Atualmente, o estoque do banco de leite humano do Hospital Agamenon Magalhães (HAM) possui 35 litros armazenados, quantitativo que atende a demanda por cerca de um mês, com o apoio de apenas cinco doadoras fixas. O serviço utiliza 1,2 litro por dia para os recém-nascidos internados na UTI Neonatal. "Para que a unidade consiga atender bem a toda a demanda, precisamos de cerca de 60 litros. O leite humano é essencial para esses bebês prematuros, ajudando os pequenos a ganhar peso mais rápido, trazendo melhora para a saúde deles e alta hospitalar mais precoce", reforça a médica neonatologista do serviço, Cristiani Santana.

É importante destacar que as mães precisam estar saudáveis e só devem doar o alimento se estiverem produzindo em excesso. "O perfil da mulher que pode doar leite é aquela que, mesmo após amamentar seu filho, continua com excedente lácteo. As mães interessadas podem entrar em contato com o serviço pelo telefone para tirar as dúvidas e receberem todas as orientações necessárias para a doação", pontua a coordenadora do banco de leite do HAM, Agnes Freitas.

Já no Hospital Jesus Nazareno, em Caruaru, no Agreste, o estoque atual é de 16,8 litros, com consumo diário de 1,9 litros. O quantitativo supre a demanda de apenas oito dias do serviço. A maior parte das doações têm sido feitas por seis doadoras externas. "As mães podem nos procurar por telefone que agendamos a coleta na residência e levamos, inclusive, os potes de vidro para armazenamento do leite. As doadoras são essenciais para ajudar os bebês prematuros internados na unidade a se recuperarem e voltarem para perto de suas mães", reforça a coordenadora do banco de leite do Jesus Nazareno, Virgínia Bezerra.

No Barão de Lucena, na capital pernambucana, o estoque atual é de 15 litros de leite materno. A unidade utiliza cerca de 800 ml diariamente para atender os bebês da UTI Neonatal. Atualmente, o serviço conta com duas doadoras externas. No Hospital Dom Malan, em Petrolina, no Sertão do Estado, o estoque atual conta com apenas 2,5 litros de leite. O consumo diário no serviço é de 1 litro.

ORIENTAÇÕES - Para fazer a retirada do leite, a indicação é que a mãe use uma máscara para proteger a boca, um lenço ou touca na cabeça, além de higienizar as mãos antes de iniciar o processo. O produto deve ser armazenado em potes de vidro com tampa de plástico, como os de maionese ou café. Para higienizá-los, deve-se colocar água no fogo e, quando começar a ferver, adicionar os potes. Eles devem ser retirados de 15 a 20 minutos depois. O papel que vem na parte interna da tampa precisa ser retirado antes de todo o processo.

A população em geral também pode ajudar de outra maneira: doando os potes de vidro com tampa de plástico. Basta higienizá-los após o uso e entrar em contato com algum banco de leite ou posto de coleta para viabilizar a melhor forma de entrega. São esses os recipientes indicados para o armazenamento e transporte seguros do leite humano.

DADOS - Em 2020, Pernambuco distribuiu 7.713 litros de leite humano, a partir da doação de excedente de 6.454 mães. O quantitativo beneficiou 8.284 bebês em todo o Estado. Já em 2019, foram 10.636 litros de leite humano doados por 7.158 mulheres, beneficiando 11.706 bebês.

BANCOS DE LEITE - Pernambuco possui atualmente 11 bancos de leite humano, sendo 4 ligados à rede estadual de saúde. Os bancos de leite pernambucanos estão no Hospital Agamenon Magalhães (81 3184.1690), Hospital Barão de Lucena (81 3184.6552), Hospital das Clínicas (81 2126.3831), Centro Integrado de Saúde Amauri de Medeiros (Cisam – 81 3182.7720), Maternidade Bandeira Filho (81 3355.2235), Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (Imip – 81 2122-4719), Hospital Português (81 3416.1069), Hospital da Mulher do Recife (81 2011.0100), Unimed (81 3413.7935), Hospital Jesus Nazareno (Caruaru - 81 3719.9338), Hospital Dom Malan (Petrolina – 87 3202.7000). Há, ainda, três postos de coleta de leite, localizados na Maternidade Arnaldo Marques (81 3355.1815), Maternidade Barros Lima (81 3355.2169) e Hospital Memorial Guararapes (81 3461.5300). Esses recebem o leite e encaminham para um banco a fim de fazer as análises necessárias.

0 comentário