Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

BANCADA DO PSB DIVULGA MANIFESTO PARA PRESSIONAR BARBOSA A LANÇAR PRÉ-CANDIDATURA



A bancada do PSB na Câmara divulgará manifesto público para pressionar o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa a lançar sua pré-candidatura à Presidência pelo partido. Articulado pelo líder da legenda na Casa, deputado Júlio Delgado (MG), o documento cobra do ex-ministro contribuição para que a sigla possa "revigorar" projeto eleitoral apresentado em 2014, quando o PSB teve candidatura própria ao Palácio do Planalto. No texto, deputados federais dizem que o ex-ministro tem identidade com valores "caros" ao ideário programático do PSB e usam slogan adotado na campanha de 2014 pelo ex-governador Eduardo Campos, primeiro candidato a presidente do partido naquele pleito que acabou morrendo em acidente aéreo no início da campanha. "Ainda está na ordem do dia ter coragem para mudar o Brasil", diz o final do documento, que deve ser lido por Delgado em breve no plenário da Câmara. No manifesto, o PSB saúda a filiação do ex-ministro e diz que a trajetória dele na vida pública, especialmente como presidente do Supremo, evidencia defesa da ética republicana, um "valor central" para o partido. "Além disso, tem demonstrado identidade com valores caros ao ideário programático do PSB, como a defesa de uma sociedade plural, humanista, inclusiva e diversa, sem preconceitos e com respeito às diferenças em todas suas dimensões.", diz. Os parlamentares dizem ainda no manifesto que Barbosa demonstra ter uma visão na área econômica semelhante à do partido. "Uma visão moderna de Estado, que busca, no equilíbrio de sua atuação em parceria com o setor privado, a forma mais efetiva de atender às necessidades da população, preservar seus ativos estratégicos e promover a soberania nacional", descreve o texto. "Dessa forma, ao saudar e dar as boas-vindas a este ilustre brasileiro, esperamos que ele contribua com a reflexão e o debate, dentro do PSB e com a sociedade brasileira, para que possamos, com entusiasmo renovado, revigorar o projeto nacional que foi apresentado pelo partido nas eleições de 2014. Este debate se dará em sintonia com todas as forças políticas e partidárias que, de fato, tenham compromisso em mudar o Brasil", diz o manifesto. Apesar de ter se filiado ao PSB com desejo de disputar o Planalto, Barbosa vem resistindo a oficializar sua pré-candidatura. Argumenta ainda não estar convencido, mas, nos bastidores, integrantes do partido dizem que ele quer evitar virar algo de ataques de adversários. A legenda quer que ele anuncie a pré-candidatura até 15 de maio. Essa é a data a partir do qual pré-candidatos poderão começar a arrecadação prévia de campanha por meio de crowdfunding, a vaquinha virtural.


0 visualização