banner technobytes.jpeg
OTa2.jpg
LOGO MEGA.jpg
Banner Aveloz
  • Mikael Sampaio

Atividades de agricultura e pecuária utilizadas como pagamento de penas alternativas em Petrolina


Foto: divulgação

Na Semana do Meio Ambiente, cumpridores de penas alternativas mostram que a prestação de serviço à comunidade pode ser executada no campo, com a plantação de hortaliças e cuidado com os animais.


Na ONG Ajudar,  situada no município de Petrolina, sertão do estado, eles ajudam na plantação de hortaliças orgânicas numa área de um hectare, tem: coentro, alface, couve, cebolinha, quiabo, tomate cereja, macaxeira e maracujá. Tudo para consumo  de  aproximadamente 50 dependentes químicos atendidos no local.


"Os cumpridores também auxiliam no cuidado  com os animais, temos criação de suínos. Outros dois cumpridores prestam serviços em outra casa da instituição, que fica na área urbana da cidade", explica Rivaldo Xavier, fundador da entidade.


"Esse tipo de parceria é muito bom para a GEPAIS. Promover a execução das penas e medidas alternativas de forma humanizada, gerando frutos para a sociedade e, principalmente para o próprio cumpridor é o objetivo maior da Política Estadual de Alternativas Penais", explica Talita  Alencar, gestora técnica a da Gerência de Penas Alternativas e Integração Social ( Gepais).

0 comentário