banner technobytes.jpeg
OTa2.jpg
LOGO MEGA.jpg
Banner Aveloz
IMG-20220720-WA0032.jpg
  • Mikael Sampaio

Artigo: As raposas comemoram um país dividido



Vejo o cenário que se apresenta, as candidaturas postas, as manifestações dos cidadãos, a posição dos partidos, parlamentares, e vejo que está tudo de cabeça pra baixo.

Está faltando referência, alguém em quem confiar, que tenha espírito público. Que não se coloque politicamente contra um segmento, ou contra alguém.

Um estadista, que fale a verdade, que respeite as instituições; um amigo da nação, que tenha sensibilidade, carinho pelo povo brasileiro - vermelhos ou azuis! Alguém com capacidade, responsabilidade e do bem.

Gente que queira ver o Brasil crescer oferecendo oportunidades; que consiga conduzir a economia e enfrentar com olhos atenciosos os problemas sociais; que possa promover sem hipocrisia um grande debate nacional sobre drogas; as reformas; que consiga diminuir os gastos desnecessários da máquina, e invista em infraestrutura. Que desburocratize para quem quer empreender.

Digo isso porque todos os dias nas redes sociais, nos jornais e blogs, vejo a situação piorar. O confronto radical entre os que amam Lula e os que o odeiam, não nos ajudará a chegar muito longe.

Isso me traz angústia. É preciso colocar a cabeça no lugar.

As pessoas estão desacreditadas de tudo e cada dia têm mais dificuldades para escolher seus representantes. Os partidos têm culpa nisso. Possuem enorme e infeliz incapacidade de se comunicar com a sociedade e oferecer bons quadros.

Parlamentares na contramão das coisas! Candidaturas concebidas em busca de uma fatia do eleitorado para, na pior das hipóteses, abocanhar espaço de poder; e deputados escolhendo as legendas de acordo com o fundo partidário e os valores que serão distribuídos entre as candidaturas. Achava que estava tudo ruim. Depois das ultimas alterações na legislação eleitoral piorou!

O tabuleiro está montado para oportunistas. As raposas comemoram. E o país - míope - segue dividido: o povo sofrendo, injustiças a serem corrigidas e um mundo de coisa pra fazer. Que Deus nos abençoe.

Rodrigo Novaes é advogado e deputado estadual pelo PSD


0 comentário