banner technobytes.jpeg
LOGO MEGA.jpg
banner
  • Mikael Sampaio

Aeroporto de Petrolina é arrematado na sexta rodada do leilão de aeroportos


Aeroporto de Petrolina - Foto: Divulgação

O Aeroporto de Petrolina Senador Nilo Coelho, no Sertão do Médio São Francisco, em Pernambuco, foi arrematado no Bloco Central da sexta rodada do leilão de aeroportos realizada pelo Governo Federal nesta quarta-feira (7).


O bloco foi arrematado por R$ 754 milhões e dele também fazerm parte os aeroportos de Goiânia /GO, Palmas/TO, São Luís/MA, Imperatriz/MA e Teresina/PI. Segundo o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), o grupo vencedor do leilão tem expertise em concessões. "A empresa a Compania de Participações e Concessões, que faz parrte do grupo CCR, um grande grupo de investimentos do Brasil, trabalha com concessões de rodovias, entre outras, e agora no setor de aeroportos", detalhou em vídeo gravado após o leilão.


"Eles fizeram uma proposta extremamente agressiva. Um valor de mais de R$750 milhões para vencer o Bloco onde Petrolina está, superando mais de 9.000% do valor de referência. Isso noss anima, pois significa que eles estão com muito apetite e muita vontade de fazer esses investimentos. Agora é aguardar o trâmite burocrático para que a gente possa marcar uma reunião para conhecer os planos deles para Petrolina Mais investimento e mais emprego. Parabenizar também o Governo Federal por isso", disse o prefeito.


O certame atraiu interessados para todos os três blocos ofertados e gerou uma arrecadação inicial de R$ 3,302 bilhões [confira o detalhamento ao fim do texto]. Segundo o Ministério da Infraestrutura, o ágio médio foi de 3.822% acima do valor inicial mínimo fixado pelo edital, que era de R$ 186,2 milhões.


Além do valor à vista, as regras do leilão preveem uma outorga variável a ser paga a partir do quinto ano de contrato. Durante os 30 anos de concessão, o investimento total nos 22 aeroportos é estimado em R$ 6,1 bilhões, dos quais R$ 2,8 bilhões no Bloco Sul; R$ 1,8 bilhão no Bloco Central, e R$ 1,4 bilhão no Bloco Norte.


Ese foi o segundo leilão de aeroportos realizado pelo governo de Jair Bolsonaro. No primeiro, em março de 2019, o governo arrecadou R$ 2,377 bilhões à vista com a transferência de 12 aeroportos para a iniciativa privada.


Leilão

A 6ª Rodada de concessão de aeroportos inaugura a "Infra Week", semana qie ainda terá o leilão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), na quinta-feira (8), e de cinco terminais portuários no Maranhão e no Rio Grande do Sul, na sexta-feira (9).


A expectativa do governo é conseguir R$ 10 bilhões em investimentos privados no Brasil.


Resultado dos leilões da 6ª rodada de concessões de aeroportos:


BLOCO SUL: Curitiba/PR, Foz do Iguaçu/PR, Londrina/PR, Bacacheri em Curitiba/PR, Navegantes/SC, Joinville/SC, Pelotas/RS, Uruguaiana/RS e Bagé/RS.

VENCEDOR: Companhia de Participações em Concessões

PROPOSTA FINAL: R$ 2.128.000.000,00

CONTRIBUIÇÃO INICIAL (LANCE MÍNIMO): R$ 130.203.558,76

ÁGIO: 1.534,36%


BLOCO CENTRAL: Goiânia /GO, Palmas/TO, São Luís/MA, Imperatriz/MA, Teresina/PI e Petrolina/PE.

VENCEDOR: Companhia de Participações em Concessões

PROPOSTA FINAL: R$ 754.000.000,00

LANCE MÍNIMO: R$ 8.146.055,39

ÁGIO: 9.156,01%


BLOCO NORTE: Manaus/AM, Tabatinga/AM, Tefé/AM, Porto Velho/RO, Rio Branco/AC, Cruzeiro do Sul/AC e Boa Vista/RR.

VENCEDOR: VINCI AIRPORTS

PROPOSTA FINAL: R$ 420.000.000,00

LANCE MÍNIMO: R$ 47.865.091,02

ÁGIO: 777,47%


ARRECADAÇÃO TOTAL: R$ 3.302.000.000,00


Com informações da Folha PE

0 comentário