Capture+_2020-02-03-18-40-35.png
banner.jpg
IMG-20191110-WA0069_edited.jpg
  • Facebook
  • Instagram
  • Mikael Sampaio

Abertura do São João de Petrolina tem mais de 60 mil pessoas em noite com Ivete, Luan e Mano Walter


Um teste para o tamanho do São João de Petrolina foi superado com pleno êxito na noite desta sexta-feira (14). A abertura do festejo junino no Sertão levou mais de 60 mil pessoas ao Pátio Ana das Carrancas num clima de entusiasmo até quase raiar o dia. Foram cinco apresentações com variedade de ritmos, segurança dentro e fora da arena dos shows e expectativas aumentadas para o decorrer da programação que vai até o dia 23 de junho.


Quando o público começava a encher o pátio, Gervilson Duarte já se apresentava ao ritmo do forró num palco gigante, com iluminação e efeitos cenográficos montados para oferecer uma experiência impactante ao público. O cantor representante da região petrolinense deixou milhares de forrozeiros prontos para a atração seguinte, Wallas Arrais. Vivendo um momento de escalada nacional na carreira, o cantor empolgou o público apostando em hits românticos e do forró.


Após duas apresentações voltadas para os forrozeiros, foi a vez do pop de um dos artistas que mais arrasta fãs pelo Brasil, Luan Santana. Pelo terceiro ano seguido, milhares de fãs, também conhecidas como “luanzetes”, espremiam-se próximo ao palco para cantar sucessos a exemplo de “Acordando o Prédio”.

No intervalo depois do show de Luan, tempo de homenagem a uma das atrações que não pôde cantar em Petrolina por conta de uma tragédia. O prefeito Miguel Coelho subiu ao palco para agradecer ao público presente e reverenciar Gabriel Diniz, mostrando um vídeo com imagens do artista paraibano no telão para as já mais de 60 mil pessoas que se apertavam no pátio. “É uma celebração por tudo que GD fez em nosso São João e a alegria que proporcionou a tanta gente. Ele não pôde estar conosco, mas seguirá no coração de Petrolina e de todo o Brasil”, comentou o prefeito.


Depois da homenagem, um momento aguardado durante semanas, a apresentação de Ivete Sangalo. A diva do axé, apesar de enfrentar um momento difícil na vida pessoal, manteve o show no São João de Petrolina. Por diversas vezes, a cantora relatou sua relação íntima com o Sertão do São Francisco, e brindou o público com o carisma de sempre e um repertório de músicas do início da carreira, sucessos recentes e forró tradicional. “Não poderia deixar de vir para minha terra, trouxe meu filho e ele ficou muito feliz. Coisa boa é estar na terra da gente e não deixaria de vir cantar para todos vocês”, comentou Ivete, que é nascida na cidade vizinha, Juazeiro.


Encerrando a noite de forma apoteótica, Mano Walter. Nem o cansaço, nem o tardar da madrugada foram empecilhos para dezenas de milhares de pessoas permanecerem firmes e em êxtase cantando junto com o vaqueiro alagoano sucessos como “Juramento do Dedinho” e “Não Deixo Não”.


Foi apenas a primeira de nove noites do São João de Petrolina. A programação segue neste sábado (15) com mais uma mistura de ritmos e gostos. A atração local será Fabiana Santiago, em seguida, sobem ao palco a tradicional banda Magníficos, o consagrado cantor Jorge de Altinho, a revelação Vitor Fernandes e o “Boyzinho” Devinho Novaes.

Fotos: Alexandre Justino e Jonas Santos.

0 visualização